Projeto acadêmico do docente é tema de reunião na ECA

No dia 30 de outubro, a ECA recebeu a visita do presidente da Câmara de Atividades Docentes (CAD), Marcílio Alves, que é professor da Escola Politécnica da USP. Ele participou de uma reunião, realizada no Auditório Paulo Emílio, com o diretor da ECA, Eduardo Monteiro, e professores da Escola. O objetivo do encontro foi apresentar o trabalho que tem sido feito pela Comissão Permanente de Avaliação (CPA) e pela própria CAD, além de prestar esclarecimentos e tirar dúvidas sobre o projeto acadêmico do docente. 

Marcílio explicou que o sistema de avaliação que vem sendo implementado pela Universidade tem como base o projeto acadêmico do docente, documento que contém o planejamento das atividades acadêmicas que deverão ser cumpridas pelo professor da USP durante cada ciclo de avaliação, que terá duração de cinco anos. Uma vez definido o projeto acadêmico do docente, a sua avaliação será orientada por indicadores quantitativos e qualitativos, definidos pelas unidades de ensino e departamentos da USP em seus próprios projetos acadêmicos. Para Marcílio, o projeto acadêmico “permite à Universidade conhecer e acompanhar a evolução” das atividades acadêmicas e científicas desenvolvidas na Universidade.


Presidente da CAD, Marcílio Alves falou sobre o projeto acadêmico para os docentes da ECA. Foto: Arissa Tasso

Na ECA, o projeto acadêmico da unidade, aprovado pela Congregação no mês de agosto, atualmente está em avaliação na CAD. A Escola trabalha agora na definição do chamado perfil docente, que são as atribuições mínimas necessárias para cada nível da carreira nos diferentes eixos de atuação do professor (ensino, pesquisa, extensão, cultura e gestão universitária). Em etapa subsequente, os Departamentos da ECA irão desenvolver os seus próprios projetos acadêmicos, que deverão ser aprovados em Conselho Departamental e na Congregação. Por fim, os professores deverão submeter à CAD os seus projetos individuais.