Conheça os professores da ECA que são colunistas na Rádio USP

Com uma produção jornalística voltada à divulgação da produção científica e cultural da USP, a Rádio USP se tornou nos últimos anos um espaço aberto para debates sobre assuntos de interesse da sociedade e prestação de serviços. Muitos desses temas são debatidos por docentes da ECA, como Gilson Schwartz, do Departamento de Cinema, Rádio e Televisão (CTR); Marisa Midori, Marilia Fiorillo e Ricardo Alexino Ferreira, do Departamento de Jornalismo e Editoração (CJE), Luli Radfaher, do Departamento de Relações Públicas, Propaganda e Turismo (CRP), Martin Grossmann (CBD) e Pedro Cortês (CBD), ambos do Departamento de Informação e Cultura (CBD).

A programação da rádio busca ser diversificada e tratar de assuntos atuais. Na coluna Conflito e Diálogo do último dia 15, por exemplo, a professora Marília Fiorillo, docente de filosofia política e retórica, falou sobre a peça clássica As Bruxas de Salém, de Arthur Miller, para contextualizar aspectos ideológicos do Brasil atual. Já o professor Luli Radfaher trouxe à discussão em sua coluna Datacracia a pornografia de contrabando, um modo perigoso e rápido de fraudar dados bancários.

Martin Grossmann, em sua coluna Na Cultura o Centro Está em Toda Parte, fez uma reflexão sobre nossa cultura e as tragédias ocorridas ao longo das últimas décadas no país, desde o incêndio do Museu de Arte Moderna (MAM), ocorrido no Rio de Janeiro em 1978, até as mortes dos jovens atletas do Clube de Regatas do Flamengo, neste mês.

Esses e outros assuntos debatidos pelos professores da ECA podem ser acessados no site da Rádio USP, inclusive edições anteriores dos programas, ou sintonizando a frequência 93,7 FM.

Ricardo Alexino Ferreira, do CJE, entrevista Inês Amarante para o programa Diversidade em Ciência. Foto: João Carlos Megale

 

Sobre a Rádio USP

A Rádio USP foi criada em 11 de outubro de 1977, preenchendo o espaço vazio de emissoras educativas em FM na Grande São Paulo e, ao mesmo tempo, proporcionando um canal de comunicação entre a Universidade e a sociedade.

Ao longo de sua trajetória, a emissora foi reconhecida pelo seu trabalho em diversas oportunidades, por exemplo com o prêmio da APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte) como melhor programação musical, melhor programação de cultura geral, melhor programa de variedades; o Prêmio Jabuti da Câmara Brasileira do Livro e o Terceiro Concurso Internacional de Programas de Rádio promovido pela Rádio Cubana (vencido pelo Clip Atualidades).