Reforma acústica de auditório do CMU é aprovada em edital

O projeto A acústica do auditório do Departamento de Música da ECA como uma extensão dos instrumentos musicais foi aprovado no edital da Pró-reitoria de Graduação em parceria com o Santander Universidades. Com o valor obtido de R$54.545,45, o objetivo é reformar o auditório Olivier Toni para que ele fique acusticamente adequado às produções do departamento. 

A professora Adriana Lopes, do CMU, explica que existem dois tipos de espaço: o físico e o sonoro. Este último é justamente o que proporciona uma acústica adequada para produção musical. “A grande maioria das salas do CMU não têm um espaço sonoro que corresponda à qualidade da música que nós fazemos e ensinamos”, comenta a docente. Por isso, as salas precisam ser adequadas para que possam proporcionar a melhor experiência para os músicos. Uma sala com acústica ruim impossibilita que as produções sejam feitas da melhor maneira. 

A aprovação do projeto é muito bem-vinda, diz Adriana, justamente porque o CMU está em processo de se afirmar como um departamento de música de ponta. Para isso, é preciso que o espaço sonoro seja otimizado. “Feitas as obras estruturais, o trabalho acústico vai acompanhar esse processo. A gente vai ficar com uma sala renovada e acusticamente tratada”, fala a professora.


Ensaio da OCAM no auditório Olivier Toni. Foto: Mariana Chama