Sete alunos da ECA vencem o Programa Nascente 2018

Sete alunos da ECA foram vencedores da 26° edição do Programa Nascente. O evento anual é organizado pela Pró-reitoria de Cultura e Extensão Universitária da USP e tem como principal objetivo valorizar as produções artísticas desenvolvidas dentro da Universidade. Este ano, o Nascente contou com 621 trabalhos inscritos em sete categorias, sendo elas: Artes Cênicas, Artes Visuais, Audiovisual, Design, Música Erudita, Música Popular e Texto.


Leandro Motta, vencedor na categoria Música Erudita: “Sempre acompanhei vários colegas participando do Nascente, mas ganhar na primeira vez que participo foi acima das minhas expectativas”. Foto: Camila Previato

Das sete categorias, cinco premiaram obras de alunos da ECA: na categoria Música Erudita, Ronaldo Miranda, 70 anos de música: prólogo discurso e reflexão, interpretação ao piano do aluno Leandro Isaac Motta, do Departamento de Música (CMU); nas Artes Cênicas, Mariposas, peça teatral dirigida por Juliana Piesco, da Escola de Arte Dramática (EAD); no Audiovisual, Contato, curta-metragem produzido por Fernando Dias e Hernandez Borba, do Departamento Cinema, Rádio e Televisão (CTR); nas Artes Visuais, a pintura a óleo Transitório, de Henrique Detomi, aluno do Programa de Pós-graduação em Artes Visuais (PPGAV); na música popular, Zarabatana, dos irmãos Gustavo (ECA) e Ricardo (Instituto de Arquitetura e Urbanismo) Santiago e, ainda na música popular, Regional Mistura, do estudante do curso de música Salomão Sidharta.

Criado em 1991, o Programa Nascente é o mais tradicional programa cultural voltado aos alunos da USP. Desde a fundação, o projeto já teve mais de dez mil trabalhos inscritos. Para a professora Maria Moreira Machado, pró-reitora de Cultura e Extensão Universitária, o objetivo é “ampliar cada vez mais o Nascente, dando mais força a cada edição, para corresponder ao alto nível e ao grande volume de manifestações artísticas que encontramos entre os nossos alunos”. Atualmente, o programa é coordenado pelo professor Claudio Mubarac, docente do Departamento de Artes Plásticas (CAP).