Sidineia Gomes, do CRP, recebe título de professora emérita

Receber o título de professor emérito é um momento de destaque na carreira de acadêmicos. Ter suas atividades reconhecidas como contribuições de excelência para o ensino e para a ciência pode não ser a meta do docente quando ingressa na universidade, mas certamente é uma ação muito bem-vinda. 

No dia 4 de junho, foi a vez da professora Sidineia Gomes Freitas, do Departamento de Relações Públicas, Propaganda e Turismo (CRP) receber o título de emérita. Uma atitude simbólica e relevante em sua carreira,  começou na ECA, de um modo bem diferente do esperado. 

A professora ingressou na Escola de Comunicações Culturais – assim era chamada a ECA nos anos 1970 – primeiramente como funcionária. Após um tempo, é que se interessou pela área que transformou sua vida: as Relações Públicas. Em um período autoritário, ingressar em um curso que falava constantemente de democracia poderia ser perigoso. Mas isso não impediu que Sidineia desse continuidade à sua formação – e nem a impediu de ser extremamente bem-sucedida nela. 

Em entrevista ao Laboratório Agência de Comunicação da ECA, a docente fala mais sobre sua trajetória.

Texto: Maria Eduarda Nogueira
Vídeo: Edinaldo Rodrigues de Arruda
Foto de capa: Susana Sato