Grupos de Pesquisa da ECA - CJE

(10 resultados) Download como CSV

Resumoordenar íconesGrupoSiteCoordenadorAprovaçãoLink EditarLink Apagar
.Curta Ciência! - Jornalismo Científico, Divulgação e Comunicação da Ciência no contexto contemporâneoLinkAndré Chaves de Melo Silva16/12/2019editarapagar
Desde 1986, o grupo dedica-se à reflexão e à prática da dialogia nas sociedades democráticas contemporâneas. Principalmente, em relação ao papel do mediador-autor, aquele que colhe e articula os sentidos coletivos, que se reporta aos acontecimentos do presente. Ao acompanhar as capacidades éticas, técnicas e estéticas dos mediadores-autores (comunicadores sociais, cientistas e educadores), as pesquisas lideradas pela jornalista e professora Cremilda Medina, há cinco décadas, com uma perspectiva inter e transdisciplinar, atravessam a profissionalização e os rumos do Jornalismo; os desafios paradigmáticos da relação Ciência e Sociedade; e a prática das narrativas da contemporaneidade, como Medina denomina a reportagem.Epistemologia do Diálogo SocialLinkCremilda Celeste de Araujo Medina17/08/2018editarapagar
O COM+ é um grupo de pesquisa no campo da comunicação, mídia e jornalismo digitais, vinculado ao Departamento de Jornalismo e Editoração da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo – USP. Um de seus objetivos é promover a aproximação entre a prática e a reflexão. O COM+ reúne-se periodicamente para discussões teóricas dos temas mais atuais da comunicação digital. Além disso, seus membros apresentam suas pesquisas, debatem, discutem trabalhos e se unem para apresentações em congressos e viagens de pesquisa que fazem avançar os temas de interesse. Também organiza, periodicamente, publicação de livros com os resultados das principais pesquisas de seus membros.Por fim, o COM+ desenvolve projetos de pesquisa coletivos com o foco de aplicação e práxis de suas discussões nos campos da comunicação, mídia e jornalismo digitais. O grupo desenvolve pesquisas nas áreas de Políticas, Estratégias e Comunicação Digital; Tecnologias da Comunicação; Jornalismo Digital e Redes Interativas. Site: http://grupo-ecausp.com/commais/ Com + Grupo de Pesquisa em Comunicação, Jornalismo e Mídias Digitaishttp://grupo-ecausp.com/commais/Dra. Elizabeth Saad Corrêa20/05/2015editarapagar
O GPJIP é um Grupo de Pesquisa coordenado por José Coelho Sobrinho, formado por profissionais envolvidos com atividades de pesquisa que relacionem as ações de formação e prática do Jornalismo com Interesse Público. GPJIP - Grupo de Pesquisa Jornalismo e Interesse PúblicoLinkJosé Coelho Sobrinho29/03/2009editarapagar
O grupo de pesquisa Crítica de Mídia e Práticas Culturais tem como principal motivação a necessidade de fortalecer a reflexão acadêmica sobre teorias e procedimentos da crítica de mídia no Brasil, buscando diálogo com experiências de pesquisadores de outros países. Inspirado na trajetória de como tradicionalmente se consolidaram a crítica de cinema e a de literatura, o grupo tem como objetivo investigar, problematizar e sistematizar possíveis modos de apreciação de diferentes objetos midiáticos. Toma como referência as teorias da comunicação e do jornalismo, os estudos da linguagem e do discurso, as práticas midiáticas, as narrativas audiovisuais, impressas, sonoras e digitais, as expressões estéticas, os imaginários e as representações culturais. De larga abrangência empírica, as pesquisas voltam-se para os estudos de televisão, cinema, internet, rádio, jornais, revistas e outros gêneros discursivos.Crítica de Mídia e Práticas CulturaisLinkRosana de Lima Soares; Gislene da Silva10/12/2013editarapagar
O grupo de pesquisa Jornalismo, Direito e Liberdade é um projeto transdisciplinar vinculado ao Departamento de Jornalismo e Editoração da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo e, simultaneamente, ao Instituto de Estudos Avançados (IEA), da mesma universidade. Jornalismo, Direito e Liberdadehttp://www.iea.usp.br/pesquisa/grupos/jornalismo-direito-liberdade Vitor Souza Lima Blotta; Bruno Paes Manso26/10/2016editarapagar
O Grupo de Pesquisa: “Texto da Cultura em Mídias Diferenciadas” enfatiza os estudos sobre Memória Cultural e Historicidade na construção textos da cultura, priorizando obras elaboradas entre fronteiras textuais e discursivas, tanto na atualidade como em diferentes épocas. A noção de fronteira , segundo Iúri Lotman, integra sistemas de signos e não os separa. As pesquisas apresentam caráter multidisciplinar e seu objetivo é o de reunir pesquisadores, professores, alunos de graduação, mestrado, doutorado, profissionais de notório saber e experiência comprovada e outros interessados em compartilhar estudos. Fundamenta-se no diálogo entre diferentes tendências teóricas de estudos sobre textos e discursos (diferentes estudos do discurso, teoria do dialogismo, teorias da enunciação, teorias do texto, semiótica da cultura e outros) sempre voltados para questões relacionadas com processos de produção de sentido na comunicação e na cultura. TEXTO: amplia-se a noção de TEXTO, além da dimensão verbal, para a visual, a sonora, a dramatúrgica, a gestual e outras. Consideramos como TEXTOS as obras jornalísticas, literárias, jornalístico-literárias, literário-jornalísticas em livros, jornalístico- dramatúrgicas em documentários e peças de teatro, televisivas, pictóricas, fotográficas, fílmicas, dramatúrgicas, rituais, gestuais, digitais, hipermidiáticas e outras situadas principalmente nas Mídias Diferenciadas e ocasionalmente nas Mídias tradicionais. MÍDIAS DIFERENCIADAS: compreendemos as mediações (Martin- Barbero) voltadas para públicos segmentados ou com interesses específicos, estudadas além dos suportes e dos formatos padronizados pelas Mídias tradicionais e pelo senso comum. As Mídias Diferenciadas também geram e transformam os modos de significar e compreender a vida social em seus textos e discursos verbais e não- verbais no espaço semiótico do cotidiano da vida urbana. As obras pesquisadas são selecionadas entre as da atualidade e as de diferentes épocas como produções precursoras que emergem na memória textual e no mundo codificado (segundo Vilém Flusser). TCULT - Textos da Cultura em Mídias Diferenciadas LinkTerezinha Tagé Dias Fernandes27/04/2011editarapagar
O grupo tem como objetivos principais: a) realizar pesquisas que tenham como objeto a contribuição do jornalismo à comunicação organizacional; b) editar livros, e-books e artigos sobre o tema; c) organizar eventos (seminário, workshop e cursos) com adesão às linhas de pesquisa; d) dispor de uma página e perfis nas mídias sociais para a divulgação de suas atividades.JORCOM - O Jornalismo na Comunicação OrganizacionalLinkWilson da Costa Bueno16/08/2019editarapagar
O  trabalho do grupo se desenvolve em torno da rubrica “ciências da linguagem" empregada por diversas linhas de pensamento para designar estudos que levam em conta as condições e implicações da assunção da linguagem pela espécie humana, assim como seus reflexos na atualidade dos sentidos socialmente desenhados. A realização de tais estudos encontra sua possibilidade no cruzamento dos achados da antropologia, das ciências cognitivas, da filosofia, da lingüística, da lógica, da psicanálise, da semiótica etc. Ocorre que, para o vasto campo da comunicação e das mídias, e para o abrangente campo do jornalismo em particular, é justamente este tipo de estudo que pode promover uma compreensão melhor do poder das palavras, de seus efeitos e da responsabilidade de que se reveste quem assume a produção de discursos.MidiAto - Grupo de Estudos de Linguagem: Práticas Midiáticashttps://midiato.wordpress.com/Mayra Rodrigues Gomes e Rosana de Lima Soares17/06/2015editarapagar
Sediado no Departamento de Jornalismo e Editoração, o grupo define como jornalismo popular as práticas jornalísticas realizadas em organizações do movimento social e popular, incluindo o chamado Terceiro Setor, que tenham, como objetivos centrais, o fortalecimento institucional de tais organizações e a socialização de temáticas que envolvam a defesa da cidadania e que defendam o protagonismo de segmentos sociais não hegemônicos. Já o jornalismo alternativo se conduz pelas experiências de jornalismo nas diversas mídias que tenham, como objetivo central, fomentar o debate público sobre as mesmas temáticas delimitadas na definição de jornalismo popular. O Grupo é responsável pela Revista Alterjor, publicação eletrônica destinada aos interessados em jornalismo popular e alternativo. Grupo de Pesquisa “Jornalismo Popular e Alternativo”http://www.revistas.usp.br/alterjor; https://www5.usp.br/tag/grupo-de-pesquisa-em-jornalismo-popular-e-alternativo/ Luciano Victor Barros Maluly23/02/2011editarapagar