Programas de Iniciação Científica e Tecnológica com Bolsa

Programas Com Bolsa

As bolsas de Iniciação Científica servem de apoio para os estudantes que visam o contato com a pesquisa acadêmica, tendo, para isso, um financiamento pelos trabalhos desenvolvidos. Elas não são compatíveis com outras bolsas, exceto com as de Assistência Social da USP.

Estes programas requerem dedicação exclusiva, não podendo o bolsista ter vínculo empregatício.

A vigência de todos os programas é de 12 meses.

 

Como se inscrever na Iniciação Científica com bolsa?

 

CONFIRA OS PROGRAMAS DISPONÍVEIS

 

1) PIBIC: Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica 

Tem por objetivo o desenvolvimento de pesquisa de alunos de graduação e de professores da USP. Gerenciado pela Pró-Reitoria de Pesquisa, o Programa visa promover o contato de alunos da graduação com o fazer científico, complementando a formação acadêmica de cada aluno.

As bolsas são financiadas pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), pela Pró-Reitoria de Pesquisa da USP (RUSP) e pelo banco Santander, portanto as bolsas de Iniciação de Científica são categorizadas de três maneiras distintas. Esse tipo de categoria não é escolhido pelo aluno ou pelo orientador. É a Pró-Reitoria de Pesquisa que define a modalidade de cada bolsa.  

yes Edital 2018-2019

 

2) PIBITI: Programa Institucional de Bolsa de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação

Este programa tem como objetivo estimular nos estudantes de ensino técnico e superior o desenvolvimento e transferência de novas tecnologias e inovação. Além disso, visa formação de recursos humanos para atividades de pesquisa dentro da Universidade. Estas bolsas são exclusivamente financiadas pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

yes Edital 2018-2019

 

3) PIBIC- EM: Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica Ensino Médio

Este programa tem como objetivo despertar a vocação científica e incentivar talentos potenciais entre estudantes do ensino médio e profissional da Rede Pública, mediante sua participação em atividades de pesquisa científica ou tecnológica, orientadas por pesquisador qualificado, em laboratórios e grupos de pesquisa da USP.

Este Edital é complementado pela RN 017/2006 do CNPq no que se refere às normas gerais e específicas para a modalidade de bolsa do Programa PIBIC-EM e pelo Programa de Pré-Iniciação Científica e de Pré-Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação da Universidade de São Paulo (Resolução CoPq 7.235/2016).

yes Edital 2018-2019

 

4) Bolsas FAPESP - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo 

Agência de fomento que financia bolsa de Iniciação Científica, também de dedicação exclusiva. O Serviço de Pesquisa da ECA não intermedia processos para abertura de bolsas de Iniciação Científicas cedidas pela FAPESP. Deverá ser tramitado diretamente com a agência de fomento. Para tal, é necessária a apresentação de um projeto de pesquisa de no máximo 20 páginas, incluindo: a) Resumo (máximo 20 linhas), b) Introdução e justificativa (com síntese da bibliografia utilizada), c) Objetivos, d) Plano de trabalho e cronograma, e) Materiais e métodos, f) Forma de análise dos resultados. A FAPESP pede que o orientador declare a futura data de término do curso de graduação de seu orientando. O Orientando deve detalhar as atividades acadêmicas que tenha desenvolvido. O projeto de pesquisa será submetido aos critérios de avaliação da instituição, podendo ser aprovado dentro um prazo de 54 dias. Não há prazos pré-estabelecidos para encaminhamentos de propostas, podem ser feitos em qualquer época do ano. Ao longo da pesquisa o orientando deve apresentar 2 relatórios: aos 6 meses e outro ao final da vigência.

*segundo quadro de estatísticas da FAPESP