Projetos de Pesquisa

(171 resultados) Download como CSV

Data de SubmissãoDocenteordenar íconesTítuloSúmulaLink ver
26/08/2011Sérgio Bairon Blanco SanTannaHipermídia e Antropologia da Comunicação Visual: produção do conhecimento em mídias digitais.Descrição: Resumo O presente projeto objetiva investigar a relação entre a linguagem hipermidiática e a antropologia da comunicação visual, explorando a possibilidade de uma renovação estratégico-metodológica da produção de conhecimento científico na área de comunicação. O escopo é propor experimentações em linguagem hipermidiática, bem como destacar caminhos em comum entre as áreas do conhecimento em questão. A pesquisa, portanto, detém uma característica metalingüística, ou seja, a partir da construção de uma hipermídia, analisar-se-á a própria linguagem hipermidiática como uma opção à produção do conhecimento na área de comunicação. O diálogo com a Antropologia, sobreteudo, a Antropologia da Comunicação Visual e a Antropologia Visual, deve-se ao fato destas regionalidades científicas terem desenvolvido uma longa experiência com a produção audio-visual do conhecimento. O resultado da pesquisa deverá ser apresentado em linguagem hipermidiática, sendo este ambiente criado e produzido sob a responsabilidade do responsável desta proposta. . Palavras-chave: hipermídia, antropologia da comunicação visual, comunicação visual, não-linearidade, jogo, texturas sonoras, história cultural, comunicação e experiência estética. .ver
14/07/2011Terezinha Fátima Tagé Dias FernandesComunicação e linguagens da vida urbana em discursos e em textos verbais e não-verbais em diferentes épocas e formatos midiáticosPesquisa da produção de sentido de mensagens das mídias(sentido amplo) comunicadas em linguagens( sistemas sígnicos) de mediações(Jesús Martin-Barbero) sociais contemporâneas ou precursoras. Por este motivo, desenvolveu o estudo de textos e discursos verbais e não-verbais (jornalísticos, literários, radiofônicos, dramatúrgicos, televisivos, digitais, sonoros, visuais) da atualidade ou os que construiram e registraram a memória e historicidade em produtos culturais no cotidiano e na vida urbana de diferentes épocas e espaços semióticos (foram pesquisadas reportagens pontuais em jornais diários, textos de escritores -jornalistas, como Lima Barreto, Jorge Andrade, Zulmira Ribeiro Tavares, entre outros ) Todos voltados para marcas de referência de seu tempo/ espaço e semiosfera. O projeto partiu do princípio segundo o qual a Comunicação também é uma capacidade humana de criar e organizar linguagens e diferentes sistemas de signos integrados que se manifestam em múltiplas esferas das atividades sociais para compreensão dos sentidos da própria vida em movimento. Justificou-se como estudo da construção de mensagens midiáticas diferenciadas, muito além dos conteúdos e dos suportes, porque elas geraram, transmitiram, descobriram e apreenderam os sentidos da vida social. Consideramos como Texto a noção de Iúri Lotman, segundo o qual: "um texto pode ser considerado como todo conjunto de signos passível de leitura".ver
14/07/2011Terezinha Fátima Tagé Dias FernandesEnunciações do cotidiano: narrativas lineares e não-lineares em textos da comunicação e da culturaO projeto proposto está legitimado entre as atividades que se instauram no campo da Comunicação considerada também como uma capacidade de criar e organizar linguagens e diferentes sistemas de signos integrados que se manifestam em múltiplas esferas das atividades sociais para manifestar a consciência da própria vida em movimento. Desse modo, estes estudos ampliam-se e cumprem os objetivos de gerar, transmitir, descobrir e compreender os sentidos das mensagens em seus elementos constitutivos. Desenvolvem-se do ponto de vista de suas incorporações sígnicas nas mediações e diferentes meios tradicionais ou diferenciados, muito além de seus conteúdos e da simples informação sobre seus suportes (segundo Martin-Barbero). O objetivo principal é o de analisar, compreender e reconstituir em procedimentos de leitura lineares e não-lineares as pluralidades de vozes ecoadas e enunciadas em múltiplas linguagens para compreender situações e acontecimentos que se configuram em textos da cultura (segundo Lotman). Serão recortadas as marcas nelas reiteradas nos discursos de diferentes gêneros(segundo Bakhtin) predominantes e exemplares em textos midiáticos contemporâneos ou precursores selecionados para comunicar o sentido do cotidiano da vida social.ver
14/07/2011Terezinha Fátima Tagé Dias FernandesProjeto de Pré-Iniciação Científica: Comunicação e linguagens do cotidiano nas mídias: a memória textual na vida urbana em diferentes épocas. (em andamento) Cadastrado no CNPqEste Projeto está integrado ao Projeto geral: "Enunciações do cotidiano: narrativas lineares e não-lineares em textos da comunicação eda cultura" e ao Grupo de Pesquisa: "Textos da Cultura em Mídias Diferenciadas". Tem como objetivo desenvolver, pela prática orientada, os diferentes procedimentos de leitura de diversos tipos de linguagens(verbais, visuais, sonoras) presentes nos textos e discursos das mídias(sentido amplo: livros, jornais, revistas, filmes, quadrinhos, pinturas, filmes, teledramas, teatro, músicas e outros).) contemporâneas impressas e eletrônicas de diferentes épocas. Esta capacitação tem por finalidade aperfeiçoar sensibilidades e despertar a atenção para a importância de saber selecionar informações e de organizar conhecimentos sobre traços significativos da vida urbana cotidiana contemporânea e de diferentes momentos históricos. O aprendizado de procedimentos do ato de ler o significado do plano simbólico da vida cotidiana, decifrando seus códigos e interpretando suas mensagens, permite o aperfeiçoamento da cidadania, do espírito crítico e da mente e pode ajudar no preparo humano de bons profissionais em diversas áreas de atuação na sociedade. Essa capacitação para o leitor contemporâneo também promove a compreensão e o conhecimento de traços do cotidiano da vida urbana que a transcendem e preservam a memória de nossa cultura. Os procedimentos de leitura integrada das formas de escrita verbal e visual são imprescindíveis entre estudantes de ensino médio e universitário em nossos dias, futuros profissionais e cidadãos. Da capacitação para estes procedimentos, dependem todos os objetos de ler nos meios impressos e digitais. A leitura linear dos textos verbais mescla-se à leitura em contiguidade dos textos visuais, das imagens nos jornais, revistas, livros, quadrinhos, filmes, ficção televisiva, teatro, mídias digitais e outros. A simples apreensão do conteúdo semântico não abrange a decifração da multiplicidade de sentidos gerados para uma leitura plena. Como decorrência, a compreensão dos fatos fica incompleta, causando interpretações ambíguas ou mutiladas sobre o que realmente acontece na vida social imediata.ver
29/08/2011Terezinha Fátima Tagé Dias Fernandes Projeto de Iniciação Científica: Memória e historicidade: em mídias diferenciadas: pesquisa sobre o método enunciativo proustiano em procedimentos discursivos de escritores-jornalistas brasileiros Este Projeto de Iniciação Científica desenvolvido pelo aluno de Graduação em Jornalismo Fillipe Augusto Galeti Mauro, apresenta um estudo sobre mídias precursoras, um segmento de apoio ao projeto de pesquisa da orientadora: Enunciações do cotidiano em narrativas lineares e não-lineares em textos da comunicação e da cultura. Considera a importância da memória discursiva e da historicidade em reportagens jornalísticas diferenciadas e concentra-se no estudo de procedimentos de apuração de dados na prática jornalística cotidiana. Difere das pesquisas concentradas no conteúdo histórico e cronológico da imprensa restritas às análises da essência dos fatos de relevância jornalística e da evolução de seus métodos de abordagem. Parte de um estudo comparativo de procedimentos metalinguísticos da narrativa proustiana em volumes selecionados da obra de Marcel Proust “Em Busca do Tempo Perdido” e na construção da narrativa do gênero reportagem-perfil. Serão selecionados textos jornalísticos do dramaturgo Jorge Andrade escritos na segunda fase da Revista Realidade na década de 1970, durante a censura à imprensa no governo da ditadura militar no Brasil.A pesquisa parte de estudos anteriores e de leituras sistematizadas sobre o método e os procedimentos que constroem a escrita de Marcel Proust como mecanismo das ações e efeitos temporais apreendidas no cotidiano da vida da sociedade francesa nofinal do século XiX, início do século XX. Contudo, a noção das memórias, dentre elas a involuntária, não se limita a este tempo cronológico e espaço social. Cumpre sua função quando transportada para outras épocas, inclusive, como forma da prática jornalística de captação de dados enquanto modo de selecionar particularidades e momentos específicos dos acontecimentos diários da sociedade contemporânea. Há vínculos diretos com o cerne dos procedimentos narrativos de Marcel Proust e Jorge Andrade Paralelamente, os mecanismos narrativos desencadeados pela memória nos enunciados das reportagens de Jorge Andrade, fazem emergir os princípios motivadores das mazelas da sociedade brasileira das três últimas décadas do século XX, o que pode ser observado no livro autobiográfico do Autor,"Labirinto" As referências explícitas sobre o emprego da abordagem proustiana na narrativa jornalística já foi confirmada no prefácio da mesma obra pelo crítico Sábato Magaldi. Estas questões foram tratadas, de modo inicial, na tese de doutoramento da orientadora,"Jorge Andrade, repórter Asmodeu” ( inédita)e também foram ampliadas em seu ensaio para a Livre –Docência : “Jornalismo e Dramaturgia: o mundo composto de Jorge Andrade” (no prelo) servindo de apoio para o projeto atual. ver
14/07/2011Valéria de Siqueira Castro LopesValoração de resultados em Relações PúblicasAs organizações têm se deparado com cenários desafiadores que exigem flexibilidade, inovação e capacidade competitiva, composta não apenas por seu desempenho econômico e técnico, mas também por uma conduta socialmente valorizada e aceita que garanta sua legitimidade e sobrevivência no ambiente em que atua. Para tanto, há que se considerar a performance organizacional em ambiente institucional, ou seja, a capacidade de uma organização legitimar-se diante de seus stakeholders, por meio da adequação às normas de conduta instituídas e socialmente valorizadas, que correspondam às expectativas dos grupos que compõe o ambiente no qual ela atua, bem como de seus componentes simbólicos tais como reputação e imagem. Dessa forma, a organização garante sua permanência e legitimidade no entorno e, conseqüentemente, maior facilidade de acesso a recursos materiais e econômicos (Silva e Barbosa, 2002). Diante do exposto, observa-se a relevância que a Comunicação Organizacional e, em particular, Relações Públicas assume por ser considerada a área especializada na gestão de relacionamentos, o que reforça seu caráter estratégico no contexto do negócio. Entretanto, fica evidente na fala de acadêmicos e profissionais que a conquista desse reconhecimento e a manutenção dessa função dependem da demonstração de resultados. No entanto, mensurar a contribuição de Relações Públicas ao alcance dos resultados organizacionais tem se mostrado uma tarefa árdua, pois, como característica inerente à atividade, os resultados por ela obtidos – como a construção de uma imagem favorável, por exemplo – são de longo prazo em sua maioria (Hon, 1998). As técnicas de pesquisa podem auxiliar os profissionais de Relações Públicas a verificarem a opinião, atitude e comportamento dos públicos, bem como indicar caminhos para a adequação de programas de comunicação. Entretanto, o desafio que se apresenta ao campo reside na mensuração do valor econômico desta atividade. Como demonstrar o valor de bons relacionamentos se estes muitas vezes evitam que os públicos protestem, processem ou façam propaganda negativa? Como demonstrar o impacto de um comportamento que não ocorreu por causa da habilidade organizacional em gerenciar sua comunicação e relacionamentos? Ou como relacionar um comportamento favorável demonstrado por um público hoje com um bom relacionamento que vem sendo desenvolvido em longo prazo? E, em última instância, como demonstrar o valor de tais esforços? Tanto os profissionais quanto os acadêmicos de Relações Públicas têm buscado a resposta para essas questões, pois sabem que as organizações são orientadas para a demonstração de valor. Por consequência, a manutenção da função estratégica da área depende do desenvolvimento de mecanismos de mensuração capazes de lidar com resultados, até então, considerados intangíveis e difíceis de ser valorados. Por este motivo, a mensuração de resultados em Relações Públicas é um tema atual e de interesse para o campo e foi escolhido para o desenvolvimento deste projeto de pesquisa. O projeto está voltado à valoração dos resultados em Relações Públicas e, para tanto, será realizada uma revisão da literatura dedicada ao estudo dos ativos intangíveis e à proposição de metodologias que possibilitem a demonstração de sua contribuição aos resultados organizacionais.ver
05/10/2011VICTOR AQUINO GOMES CORREACâmbios estéticos na perspectiva da metrópole.Analisa os impactos na paisagem urbana da retirada da mídia ao ar livre após a Lei Cidade Limpa, na cidade de São Paulo, Brasil.ver
20/10/2011Wagner Souza e SilvaFotografia na cultura informacionalA paisagem prática da fotografia contemporânea está regida pelas inovações tecnológicas introduzidas pelo universo digital. A cultura da informação, com seus dispositivos híbridos, softwares diversos e redes sociais abrangentes estabelece uma dinâmica de circulação de imagens que passa a ter efetiva participação na definição do numérico como nova condição epistemológica para a construção do conhecimento. Nesse sentido, a idéia de documento, bastante alinhada com a prática fotográfica convencional, encontra-se em reconfiguração, o que afetará, inevitavelmente, os papéis sociais que sempre foram atribuídos à fotografia, visto que, preponderantemente, esta sempre foi praticada como técnica de representação fiel da realidade. Por meio de análise critica de bibliografia e mapeamento de tecnologias e produções fotográficas contemporâneas, este projeto buscará observar a inserção da fotografia nas práticas da cultura informacional, assumindo que uma nova consciência documental passa a ser exigida, o que redefine, portanto, as potencialidades de sentido para as suas imagens.ver
20/10/2011Wagner Souza e SilvaFotografia na cultura informacionalA paisagem prática da fotografia contemporânea está regida pelas inovações tecnológicas introduzidas pelo universo digital. A cultura da informação, com seus dispositivos híbridos, softwares diversos e redes sociais abrangentes estabelece uma dinâmica de circulação de imagens que passa a ter efetiva participação na definição do numérico como nova condição epistemológica para a construção do conhecimento. Nesse sentido, a idéia de documento, bastante alinhada com a prática fotográfica convencional, encontra-se em reconfiguração, o que afetará, inevitavelmente, os papéis sociais que sempre foram atribuídos à fotografia, visto que, preponderantemente, esta sempre foi praticada como técnica de representação fiel da realidade. Por meio de análise critica de bibliografia e mapeamento de tecnologias e produções fotográficas contemporâneas, este projeto buscará observar a inserção da fotografia nas práticas da cultura informacional, assumindo que uma nova consciência documental passa a ser exigida, o que redefine, portanto, as potencialidades de sentido para as suas imagens.ver
29/08/2011Waldenyr CaldasMúsica e Política na América Latinaver
29/08/2011Waldenyr CaldasAspectos sociais da jovem guardaver