Projetos de Pesquisa

(171 resultados) Download como CSV

Data de SubmissãoDocenteTítuloSúmulaordenar íconesLink ver
15/10/2011Benny Kramer CostaStakeholders Tourism: Um Estudo Bibliométrico da Produção Científica Mundial ver
15/10/2011Benny Kramer CostaEstado da Arte em Stakeholders e Tourism e a sua Evolução nas Publicações em Revistas Científicas Internacionaisver
15/10/2011Benny Kramer CostaElementos para a Análise dos Stakeholders na Gestão Municipal do Turismo: Um Estudo de Caso no Órgão Municipal de Turismo de Guarulhos/SP ver
15/10/2011Benny Kramer CostaEstratégia de Localidades Receptivas de Turismo – Um Estudo no Estado de São Paulo ver
14/07/2011Esther Imperio HamburgerRede de Telas: Novas Formas de Expressão no Cinema e na TVver
06/10/2011Artur MatuckArte Telemáticaver
29/08/2011Waldenyr CaldasMúsica e Política na América Latinaver
06/10/2011Artur MatuckLiteraterraver
14/07/2011Artur MatuckO Eletroescrito e os Direitos autorais no contexto digitalver
29/08/2011Waldenyr CaldasAspectos sociais da jovem guardaver
29/10/2011Lucilene CuryO Mundo Digital e sua relação com os aspectos Cognitivos do Sujeito O Grupo Cibernética Pedagógica - LLD - abriga os projetos citados, com resultados já apresentados em congressos e, desde o início de 2011, vem tratando de estabelecer novos temas para desenvolvimento dos estudos, principalmente os relacionados à questão da cognição nos seus vários aspectos, incluindo os cerebrais, num contexto interdisciplinar. ver
14/07/2011Dennis de OliveiraMÍDIA ALTERNATIVA, CULTURA POPULAR E ESPAÇO PÚBLICO NO BRASIL, ARGENTINA, EQUADOR E COLÔMBIA Este projeto pretende fazer um estudo de do potencial de experiências de mídias alternativas em países da América Latina – Brasil, Argentina, Colômbia e Equador. Para a promoção da diversidade cultural. Para isso, faremos uma análise das matérias veiculadas em periódicos do Brasil, Argentina e Colômbia para verificar as fontes utilizadas na construção das matérias da área de cultura, as modalidades de expressão cultural mais citadas e de que forma as reflexões sobre estas se aproximam dentro de uma perspectiva de construção de um diálogo intercultural nos moldes apontados pelo relatório da diversidade cultural da Unesco.ver
14/07/2011Marco Francesco Butiir, passar, ficar Este projeto está em desenvolvimento. O trabalho ir, passar, ficar iniciou em algum momento do 2º semestre de 1992. Em 1996 passou a incorporar também fotografias, em 1997 surgiu o título. Não tem data prevista nem desejo de conclusão. Não se seguem metodologias, não existe divisão entre fazer e pensar, nem entre projeto e execução. O ritmo é irregular, intercalado com outros projetos. ir são gravuras em metal e fotografias a cores baseadas na reação do olhar ao lugar onde me encontro; passar são fotos de minha autoria gravadas em chapas de ferro livremente oxidadas; ficar são gravuras em metal a partir dos desenhos formados pela luz nos espaços interiores de minha casa. Como todos os outros projetos, seria melhor representado por imagens.ver
14/07/2011Lucilene CuryAtalhos para a Inclusão Digital O Projeto foi finalizado e seu objetivo era o de encontrar bases iniciais para o trabalho do Grupo Cibernética Pedagógicaver
14/07/2011Lucilene CuryO Conhecimento Científico: da Universidade para a Sociedade O Projeto teve por objetivo fazer a divulgação da pesquisa científica realizada na FMV da USP, envolvendo alimentos e enfatizou sua importância para a sociedade. ver
29/10/2011Lucilene Cury (membro da ECA no Projeto Interdisciplinar e Interunidades da USP)Em criação por parte do Grupo do HC - Neuro. O Projeto, em discussão durante o 2º. Semestre de 2011, tem por objetivo tratar da questão cerebral através de diversas áreas do conhecimento, incluindo a Comunicação/Educação. ver
29/08/2011Renê Corrêa do NascimentoTurismo de Negócios Tendo por referência as características de Turismo de Negócios, esta linha de pesquisa busca investigar o segmento, no sentido de compreender o conjunto de atividades turísticas decorrentes dos encontros de interesse profissional, associativo, institucional, de caráter comercial, promocional, técnico, científico e social, por meio da incidência de resultados do setor na dinâmica do turismo nacional e internacional. Observa-se, na última década, que o segmento Turismo de Negócios, tanto no que se refere ao incremento da demanda como pelo crescimento e qualificação da oferta turística específica tem se destacado pelos inúmeros eventos técnico-científicos e comerciais, pela organização dos diferentes setores envolvidos na atividade, pelo interesse das diversas esferas do poder público e pela expressiva produção científica que trata desta temática. Neste sentido, esta proposta de pesquisa pretende contribuir por meio da organização e sistematização da produção científica nacional sobre Turismo de Negócios e da identificação das tendências e prioridades da pesquisa neste segmento do turismo. Como principal produto está o desenvolvimento e a implementação de um repositório temático sobre o assunto. Desta forma, busca-se promover a valorização do conhecimento científico como base para a reflexão e definição de ações de desenvolvimento do Turismo de Negócios no país. A presente pesquisa, em razão das necessidades instrumentais e metodológicas para organização dos dados coletados no decorrer deste período, realiza por meio do Banco de Teses da CAPES – Centro de Aperfeiçoamento de Professores da Educação Superior levantamento da produção científica específica com o objetivo de localizar referencial teórico que trate do tema “turismo de negócios”. O mesmo instrumento, como referência preliminar, registra análise e discussão sobre as instituições de ensino, as áreas de conhecimento, palavras-chave, nomes dos cursos e o grau de formação das publicações relacionadas.ver
14/07/2011Maria Laura MartinezAgência Universitária de Notícias OnlineA AUN Online é um ambiente na internet que divulga a produção científica e tecnológica da Universidade de São Paulo através do trabalho jornalístico da disciplina: CJE0590 - Laboratório de Jornalismo Impresso I. Foi criada como estudo de caso da tese de doutorado da docente Martinez e tem contribuído com a investigação científica, o desenvolvimento e o aperfeiçoamento de métodos de usabilidade e design de interação. O seu banco de dados reúne matérias desde o ano 2000, redigidas por alunos do curso de jornalismo sob a supervisão de professores jornalistas. As narrativas são lineares e visam o meio impresso mas se utilizam do meio online para divulgação. O projeto teve apoio do programa Bolsa Trabalho da Coordenadoria de Assistência Social da Reitoria da USP, entre 2001 e 2008. Passaram pela agência 9 bolsistas, que trabalharam na sua manutenção e edição. Foram realizados dois TCC (trabalhos de conclusão de curso) de Jornalismo orientados pela professora Martinez sobre o tema do desenvolvimento centrado no usuário e a usabilidade da agência online. Também contribuiu com publicações em congressos nacionais e internacionais.ver
14/07/2011Ricardo Alexino FerreiraEtnomidialogia: método do livro-reportagem-multimidiático-memória no resgate de histórias biográficas de indivíduos pertencentes a grupos sócio-acêntricosA diversidade étnico-cultural é um tema relevante e fonte de conflitos na contemporaneidade. Os grupos sócio-acêntricos, chamados em outros momentos históricos de grupos minoritários ou minorizados, quase sempre apresentam visibilidade negativa ou neutra e sem referências de produções significativas para os desenvolvimentos social, cultural, econômico e científico, dentre outros. Esse pensamento não corresponde à realidade considerando que são muitos os indivíduos de segmentos sócio-acêntricos que contribuíram significativamente para o desenvolvimento da humanidade. Tal invisibilidade por parte da história oficial (que valoriza muitas vezes o eurocentrismo; a heteronormatividade; o sexismo e outras formulações sectárias) sequer menciona os indivíduos de segmentos sócio-acêntricos ou quando o fazem o descolam de sua condição. A pesquisa proposta visa fazer o resgate biográfico de indivíduos pertencentes aos segmentos sócio-acêntricos e as suas contribuições. Para isso, utilizará o método do livro-reportagem-multimidiático-memória no resgate de histórias biográficas de indivíduos sócio-acêntricos. Essas entrevistas biográficas constituirão uma enciclopédia que irá reunir diferentes nomes de cientistas, artistas, esportistas, escritores, intelectuais, jornalistas, dentre outros, pertencentes aos segmentos sócio-acêntricos. Com isso, espera-se que a enciclopédia possa trazer visibilidade aos indivíduos sócio-acêntricos e a explicitação de sua condição e produções relevantes para a sociedade, desestimulando assim o preconceito em vigor que indivíduos sócio acêntricos não desenvolvem obras relevantes. Esta pesquisa tem auxílio da FAPESP.ver
14/07/2011Marilia Pacheco FiorilloQuestões de identidade, genero e cultura na midia brasileiraA globalização, tão vigorosa , invasiva e disseminada na cultura e comunicação como na economia, tem trazido um acirramento da dicotomia local X global, geral X particular, universal X multicultural. Torna-se, pois, cada vez mais urgente a necessidade de equacionar teoricamente certas questões colocadas por esta difusa ambivalência que conta, de um lado, com a crescente e acelerada dissolução dos valores particulares ( de gênero, raça, etnia, cabedal cultural, religião), engolfados pela dissipação das fronteiras comunicativas, e por outro, pela acentuação agressiva dos universos particularistas, pela recuperação de valores tradicionais e tipificados , muitas vezes regressivos(de gênero, raça, religião, etc.). Apenas para efeito de ilustração, uma recente enquete da prestigiosa e tradicional publicação Prospect , revista norte-americana pró-européia de centro-esquerda, fez um levantamento entre os mais notáveis intelectuais contemporâneos e apontou uma tendência inequívoca como tema central do debate intelectual do século XXI: a maioria dos consultados ( fazem parte dela Noam Chomsky, Umberto Eco, Richard Dawkins, Wallerstein e outros) frisou que o dilema futuro seria o do contraste entre cosmopolitismo e patriotismo , liberalismo e comunitarismo, questões domésticas e mundiais, minorias e maiorias, nacionalismo e internacionalismo, pendências locais e inserção mundial, enfim, o grande tema que galvanizou esta consulta entre intelectuais foi o do confronto entre local X global , particular X universal , em claro contraste com o que eles afirmavam ter sido o tema de predileção século XX, o do socialismo X capitalismo . Nesta medida, em nossa sondagem quanto ao tratamento dado pela mídia brasileira ( de forma difusa) sobre o dilema particular X universal, minoria X maioria , pretendemos contribuir participando deste debate mais amplo, exatamente ao nos determos na análise da propagação desta ambivalência na cobertura das questõesver
29/09/2011Marisa Midore DeaectoHISTÓRIA DAS PRÁTICAS EDITORIAIS E DA LEITURA NO BRASIL (SEC. XIX-XXI)A linha de pesquisa História das práticas editoriais e da leitura, literária e não literária, no Brasil se propõe a realizar estudos sistemáticos que visem identificar e analisar, com um enfoque histórico, atuações de agentes produtores do impresso e correlações de suas ações com os circuitos da leitura.ver
20/10/2011Wagner Souza e SilvaFotografia na cultura informacionalA paisagem prática da fotografia contemporânea está regida pelas inovações tecnológicas introduzidas pelo universo digital. A cultura da informação, com seus dispositivos híbridos, softwares diversos e redes sociais abrangentes estabelece uma dinâmica de circulação de imagens que passa a ter efetiva participação na definição do numérico como nova condição epistemológica para a construção do conhecimento. Nesse sentido, a idéia de documento, bastante alinhada com a prática fotográfica convencional, encontra-se em reconfiguração, o que afetará, inevitavelmente, os papéis sociais que sempre foram atribuídos à fotografia, visto que, preponderantemente, esta sempre foi praticada como técnica de representação fiel da realidade. Por meio de análise critica de bibliografia e mapeamento de tecnologias e produções fotográficas contemporâneas, este projeto buscará observar a inserção da fotografia nas práticas da cultura informacional, assumindo que uma nova consciência documental passa a ser exigida, o que redefine, portanto, as potencialidades de sentido para as suas imagens.ver
20/10/2011Wagner Souza e SilvaFotografia na cultura informacionalA paisagem prática da fotografia contemporânea está regida pelas inovações tecnológicas introduzidas pelo universo digital. A cultura da informação, com seus dispositivos híbridos, softwares diversos e redes sociais abrangentes estabelece uma dinâmica de circulação de imagens que passa a ter efetiva participação na definição do numérico como nova condição epistemológica para a construção do conhecimento. Nesse sentido, a idéia de documento, bastante alinhada com a prática fotográfica convencional, encontra-se em reconfiguração, o que afetará, inevitavelmente, os papéis sociais que sempre foram atribuídos à fotografia, visto que, preponderantemente, esta sempre foi praticada como técnica de representação fiel da realidade. Por meio de análise critica de bibliografia e mapeamento de tecnologias e produções fotográficas contemporâneas, este projeto buscará observar a inserção da fotografia nas práticas da cultura informacional, assumindo que uma nova consciência documental passa a ser exigida, o que redefine, portanto, as potencialidades de sentido para as suas imagens.ver
14/07/2011Asa FujinoInteração Produção Científica e Produção Tecnológica: metodos e critérios de avaliaçãoA pesquisa se insere no contexto da discussão sobre o distanciamento entre a capacidade científica do país, medida por indicadores de produção científica, e a capacidade de inovação autóctone, medida pelo número de patentes geradas no país. Parte-se do pressuposto de que é necessário desenvolver metodologias e indicadores mais adequados para analisar a relação entre produção científica e capacidade inovadora dos países. O objetivo é testar a aplicabilidade de novas ferramentas que incluam mapas conceituais, análises de conteúdos e estudos de citações para avaliar a participação efetiva da comunidade científica no desenvolvimento de inovações tecnológicas do país. Os resultados desta pesquisa envolvem dissertações e trabalhos publicados em eventos como o ENANCIB, mas no GT-7, nos quais são discutidos estudos e políticas. Também envolve a apresentação em eventos como o da ALTEC, cujo tema é a Gestão da Inovação Tecnológica. ver
14/07/2011Ivete PierucciniOrdem informacional dialógica: contribuições à definição de um conceitoA pesquisa tem como foco o desenvolvimento do conceito de ordem informacional dialógica, a partir do exame de suas relações com práticas de mediação cultural em dispositivos de informação, tendo em vista a construção de referências conceituais e metodológicas necessárias a processos socioculturais de apropriação de conhecimento. Nesse sentido, de modo específico, o estudo visa à sistematização de processos e procedimentos de mediação cultural dialógica, na Estação Memória, ambiente de informação e cultura, de caráter intergeracional, criado na Universidade de São Paulo, pelo Prof. Dr. Edmir Perrotti, a partir de premissas com foco na dialogia (Bahktin). Tendo como objetivo as trocas culturais intergeracionais, a Estação, de modo sistemático e permanente, coleta, trata e organiza relatos de experiência de vida de pessoas idosas, elaborando produtos informacionais e promovendo encontros entre velhos, crianças e jovens, para esse fim. O método utilizado neste trabalho é, pois, o da pesquisa colaborativa, compreendida como ato de construção de conhecimento, nascido de interconexões dinâmicas e críticas entre saberes científicos e saberes da ação. A investigação, realizada a partir do estudo de práticas culturais desenvolvidas na Estação Memória, desde 1997, conta com a participação da pesquisadora responsável por este projeto, de mediadores culturais profissionais e de participantes de diferentes idades que participam das atividades, realizadas semanalmente, na ECA/USP. ver
30/09/2011PAULO Roberto NASSAR de OliveiraComo a geração "facebook" avalia a comunicação das empresasA pesquisa tem como objetivo avaliar como a geração "facebook" avalia a comunicação das empresas no Brasil. A população da pesquisa corresponde aos estudantes de graduação dos cursos de administração e economia das escolas listadas no Índice Geral de Cursos da Instituição (IGC), nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Foram selecionadas duas universidades por cidade, com base no ranking, com a inclusão da Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo. Para a coleta de dados, foi utilizada a técnica de pesquisa quantitativa, com a aplicação de 400 questionários numa amostra não probabilística por cota, com a abordagem pessoal nas universidades selecionadas. O período de coleta de dados foi de 10 de agosto a 01 de setembro de 2011. A pesquisa é coordenada pelo Prof. Dr. Paulo Roberto Nassar de Oliveira e pela Prof.Ms. Suzel de Lima Figueiredo. A operação está sendo coordenada por Carla Mingolla e Fabiana Rinaldi, ambas da Ideiafix Pesquisas Corporativas. A pesquisa será publicada no Valor Setorial, publicação do jornal Valor Econômico, em novembro de 2011. ver
30/08/2011Maria Dora Genis MourãoA montagem cinematográfica na contemporaneidade audiovisualA pesquisa tem como objetivo refletir sobre o papel da montagem na produção audiovisual contemporânea, especialmente naquelas obras que resultam dos cruzamentos de campos estéticos. A reflexão sobre a montagem foi tema crucial em vários momentos da história e da teoria do cinema. Se bem a primeira idéia que surge quando se fala em montagem é sua vinculação a uma técnica cinematográfica (cortar e colar, seja fisicamente como antes, seja virtualmente como agora), a montagem vai muito alem disso. É o momento da construção do discurso. Para o teórico da montagem S.M.Eisenstein o cinema é uma arte genuinamente sintética, uma arte da síntese orgânica em sua própria essência . Partindo dessa premissa, e de que o cinema se constrói a partir das relações com outras formas de arte constituindo-se em uma síntese qualitativa delas, Eisenstein imprime à montagem um valor estético, alem de ideológico, diante da capacidade que a montagem tem de organizar esses códigos heterogêneos. A trajetória da produção cinematográfica se desenvolveu no decorrer da história por dois caminhos paralelos, caminhos esses que por vezes se cruzam e se influenciam: aquele da ILUSÃO DA RERESENTAÇÃO DA REALIDADE calcado no referente, e aquele do artifício que aponta para um REAL DO REFLEXO (em contraposição a uma impressão da realidade) e que refaz o referente transformando-o em imaginário. Esse imaginário que acompanha o cinema desde seu primórdio é ativado por criadores como Méliès e Eisenstein e retomado na contemporaneidade com as novas ferramentas de produção que estão a serviço da criatividade. No entanto, a vertente do cinema narrativo clássico vai ocupando seu espaço a ponto de Andre Bazin refletir sobre o fato de que rapidamente o cinema se volta para uma "total e completa representação da realidade, uma perfeita ilusão do mundo real em som, cor e relevo . Há uma obsessão realista que persegue a história do cinema, conjugada a uma obsessão narrativa. A montagem encontrará nessas duas vertentes formas diferenciadas de aplicação. O surgimento da tecnologia vídeo (primeiro analógico e depois digital) e as novas formas de produção colocam em pauta novamente questões de montagem. Seja pelo avanço da tecnologia que muda radicalmente o aparato (moviola versus computador), seja pelo aumento de possibilidades de manipulação de imagens e sons que a tecnologia digital coloca à disposição do realizador ampliando as possibilidades de escritura do filme. É nesse panorama que se pretende recuperar a importância da montagem como criadora de sentidos e como possível lugar de intersecção das várias formas e gêneros de expressão artística. ver
29/08/2011Renê Corrêa do NascimentoTURISMO E VOLUNTARIADO: Incidências e resultados do turismo voluntário no contexto das práticas alternativas na cidade de São PauloA presente pesquisa objetiva compreender a ocorrência do turismo voluntário na cidade de São Paulo, como interstício emergente na integração entre diferentes motivações vigentes na conformação de um novo paradigma das viagens turísticas. O voluntariado, entendido dentro das práticas alternativas de se fazer turismo como uma tendência das viagens globais, hoje se manifesta de maneira consistente em muitos locais referenciados como destinos turísticos. Nesse aspecto, tomando como referência a capital paulista, essa investigação busca compreender de forma mais ampla a ocorrência em espaços públicos ou privados que desenvolvem projetos voluntários e aceitam turistas como sujeitos ativos nas mais diversas atividades. Para tanto se propõe a estudar este cenário e identificar todos os sujeitos, turistas ou não, no sentido de criar uma ampla compreensão dessa prática no dia-a-dia da cidade.Através de metodologia exploratória quanti-qualitativa será conduzido o plano de pesquisa que, efetivado, sinalizará a realidade do binômio turismo e voluntariado apontando incidências e resultados no contexto das práticas alternativas, colaborando, assim, para futuras análises em decorrência do cenário globalizado e das novas práticas segmentadas de viagens turísticas.ver
14/07/2011Asa FujinoENSINAR COM PESQUISA: UM OLHAR SOBRE A AÇÃO DIDÁTICO-PEDAGÓGICA EM BIBLIOTECONOMIA E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃOA sociedade contemporânea demanda o incremento da formação de novos quadros, tanto para o desenvolvimento sociocultural, quanto para o desenvolvimento econômico das nações. As novas gerações deverão estar preparadas não apenas para absorver, mas, sobretudo, para produzir e construir conhecimentos próprios. Nesse sentido, propõe-se o estudo da articulação entre pesquisa e ensino no curso de Biblioteconomia e Documentação da ECA-USP. Diversas experiências de articulação vêm sendo desenvolvidas em disciplinas do curso. No entanto, elas necessitam ser acompanhadas e avaliadas para possibilitar aperfeiçoamentos. Na fase I, desenvolvida no decorrer do ano de 2008, foram desenvolvidos 3 projetos com o objetivo de pesquisar o ensinar em Biblioteconomia e Ciência da Informação, priorizando três facetas: o ensino da atividade de pesquisa; o acompanhamento acadêmico do estágio curricular; além da pesquisa sobre o ensino de Análise Documentária. Na fase II , o objetivo é complementar os diagnósticos desenvolvidos na fase I, particularmente sobre estratégias didático-pedagógicas adotadas no estímulo à pesquisa e para tanto propõe-se a entrevistar docentes responsáveis pelas disciplinas já analisadas e desenvolver novo projeto de pesquisa sobre a inserção das TICs nas disciplinas do curso, explicitando as diferenças como objeto de estudo ou como ferramenta pedagógica. ver
14/07/2011Mayra Rodrigues GomesCiências da Linguagem: estudo das práticas midiáticasA terminologia ciências da linguagem tem sido empregada pelas mais diversas linhas de pensamento e designa estudos que levam em conta as condições e implicações, para a espécie humana, da assunção da linguagem. A realização de tais estudos encontra sua possibilidade no cruzamento dos achados da antropologia, das ciências cognitivas, da filosofia, da lingüística, da lógica, da psicanálise, da semiótica etc. Ocorre que, para o vasto campo da comunicação e das mídias, e para o abrangente campo do jornalismo em particular, é justamente este tipo de estudo que promove uma compreensão melhor do poder das palavras, de seus efeitos e da responsabilidade de que se reveste quem assume a produção de discursos.ver
17/01/2013Arlindo Ornelas Figueira NetoSubsídios para uma atualização da habilitação Publicidade e Propaganda - a necessidade de sinergia entre a s demandas da carreira e a potencialidade acadêmicaAinda que a carreira de Publicidade e Propaganda da ECA/USP seja, de longa data, uma das mais concorridas no vestibular da FUVEST e que seu projeto político-pedagógico tenha sido atualizado constantemente e seja fonte de inspiração para as habilitações correlatas de várias IES, em todo o Brasil, é inegável que as incontáveis mudanças ocorridas na atividade publicitária, tanto tecnológicas como no mercado de trabalho, sinalizam claramente a necessidade de uma reflexão mais profunda sobre a graduação na carreira. Considerando que os conceitos tradicionais de Publicidade e Propaganda revelam-se anacrônicos diante da miscigenaçao com outras ferramentas de comunicação mercadológica e ao mesmo tempo considerando as transformações pelas quais passa o ensino de graduação nas universidades européias e norte-americanas, a pesquisa tem buscado ouvir os principais públicos envolvidos nesta graduação, instituições de ensino, docentes da área, alunos, profissionais e empresários da comunicação, para subsidiar sugestões de mudança no atual projeto político-pedagógico e orientações para uma nova grade curricular. A finalidade última do estudo é portanto, transformar-se na principal inspiração para uma grande evolução no ensino da comunicação mercadológica. ver
05/10/2011VICTOR AQUINO GOMES CORREACâmbios estéticos na perspectiva da metrópole.Analisa os impactos na paisagem urbana da retirada da mídia ao ar livre após a Lei Cidade Limpa, na cidade de São Paulo, Brasil.ver
14/07/2011Dennis de OliveiraRacismo e dinâmicas de subalternização étnicaAs discussões das relações raciais no Brasil se pautam pela particularidade de aqui no país o racismo se desenvolveu sob a égide do assimnilacionismo, contrário a outras experiências como nos Estados Unidos e na África do Sul no período do apartheid, em que as assimetrias raciais se expressavam pela guetificação e apartação dos grupos racialmente classificados como indesejáveis. O racismo assimilacionista se, por um lado, não apresenta mecanismos violentos de segregação a ponto de que o princípio formal-iluminista da igualdade seja desrespeitado como nos projetos de apartação; por outro, cria uma falsa imagem de que o racismo é mitigado, ou ainda que não existe. Por esta razão, no período de celebração do tricentenário de Zumbi dos Palmares, em 1995, o jornal Folha de S. Paulo disseminou o conceito de "racismo cordial"- um termo, por si só, contraditório, uma vez que combina uma prática de natureza não tolerante (racismo) com outra de tolerância (cordialidade). De qualquer forma, a força de formação de opinião pública junto à classe média combinado com a dificuldade de assumir a condição de uma sociedade de práticas racistas já consolidado na cultura política brasileira, fez com que este conceito cunhado pela Folha ganhasse terreno e reforçasse uma percepção hegemônica no país de que existe o racismo mas a maioria não se considera racista. Temos, assim, um racismo gestado como um simulacro ou ainda como um ente fantasmagórico, como um "mal" que ronda as nossas vidas, mas sem uma referência material e concreta que permita uma atitude política de combate ao mesmo. Percebendo o "racismo" como um mal, na lógica da tradução cultural ocidental, este mal pode ser associado ao "desconhecido"- o que não pode ser explicado pela razão, na mesma perspectiva kantiana do noumeno e que, por este motivo, gera medo ver
14/07/2011Rosana de Lima SoaresA ferramenta Wiki: uma experiência pedagógicaAs novas tecnologias associadas à Internet trouxeram uma abertura de possibilidades para as produções artísticas e do mundo empresarial em geral. Neste trabalho, analisamos a adoção da ferramenta wiki em sala de aula tendo em vista tal abertura em relação à produção textual. O wiki nos permite questionar os parâmetros da linearidade do texto ao apresentar uma estrutura ramificada e, ainda, investigar a problemática da autoria, se supomos que uma de suas principais características é a autoria coletiva, princípio que define sua função. Assim, através da inovação apresentada na estrutura de edição textual, propomos uma investigação sobre seus efeitos em sala de aula, concentrando-nos especificamente em disciplinas da graduação em jornalismo. A cada semestre, são produzidos trabalhos de escrita textual online em sites criados para cada uma das disciplinas envolvidas no projeto.ver
14/07/2011Valéria de Siqueira Castro LopesValoração de resultados em Relações PúblicasAs organizações têm se deparado com cenários desafiadores que exigem flexibilidade, inovação e capacidade competitiva, composta não apenas por seu desempenho econômico e técnico, mas também por uma conduta socialmente valorizada e aceita que garanta sua legitimidade e sobrevivência no ambiente em que atua. Para tanto, há que se considerar a performance organizacional em ambiente institucional, ou seja, a capacidade de uma organização legitimar-se diante de seus stakeholders, por meio da adequação às normas de conduta instituídas e socialmente valorizadas, que correspondam às expectativas dos grupos que compõe o ambiente no qual ela atua, bem como de seus componentes simbólicos tais como reputação e imagem. Dessa forma, a organização garante sua permanência e legitimidade no entorno e, conseqüentemente, maior facilidade de acesso a recursos materiais e econômicos (Silva e Barbosa, 2002). Diante do exposto, observa-se a relevância que a Comunicação Organizacional e, em particular, Relações Públicas assume por ser considerada a área especializada na gestão de relacionamentos, o que reforça seu caráter estratégico no contexto do negócio. Entretanto, fica evidente na fala de acadêmicos e profissionais que a conquista desse reconhecimento e a manutenção dessa função dependem da demonstração de resultados. No entanto, mensurar a contribuição de Relações Públicas ao alcance dos resultados organizacionais tem se mostrado uma tarefa árdua, pois, como característica inerente à atividade, os resultados por ela obtidos – como a construção de uma imagem favorável, por exemplo – são de longo prazo em sua maioria (Hon, 1998). As técnicas de pesquisa podem auxiliar os profissionais de Relações Públicas a verificarem a opinião, atitude e comportamento dos públicos, bem como indicar caminhos para a adequação de programas de comunicação. Entretanto, o desafio que se apresenta ao campo reside na mensuração do valor econômico desta atividade. Como demonstrar o valor de bons relacionamentos se estes muitas vezes evitam que os públicos protestem, processem ou façam propaganda negativa? Como demonstrar o impacto de um comportamento que não ocorreu por causa da habilidade organizacional em gerenciar sua comunicação e relacionamentos? Ou como relacionar um comportamento favorável demonstrado por um público hoje com um bom relacionamento que vem sendo desenvolvido em longo prazo? E, em última instância, como demonstrar o valor de tais esforços? Tanto os profissionais quanto os acadêmicos de Relações Públicas têm buscado a resposta para essas questões, pois sabem que as organizações são orientadas para a demonstração de valor. Por consequência, a manutenção da função estratégica da área depende do desenvolvimento de mecanismos de mensuração capazes de lidar com resultados, até então, considerados intangíveis e difíceis de ser valorados. Por este motivo, a mensuração de resultados em Relações Públicas é um tema atual e de interesse para o campo e foi escolhido para o desenvolvimento deste projeto de pesquisa. O projeto está voltado à valoração dos resultados em Relações Públicas e, para tanto, será realizada uma revisão da literatura dedicada ao estudo dos ativos intangíveis e à proposição de metodologias que possibilitem a demonstração de sua contribuição aos resultados organizacionais.ver
14/07/2011Luiz Guilherme de Carvalho AntunesO Futuro da Escola: uso de ferramentas de comunidades online para ensino à distância e inclusão digitalAs tecnologias digitais não são antagônicas ao magistério. Muito pelo contrário, elas podem finalmente libertar o professor da tarefa inglória de transmitir informação. Boa parte da atividade didática hoje em dia consiste em repetir conceitos para novos alunos. Mesmo que pesquise e inove, o professor não pode deixar de fundamentar o que diz. Quando o aluno finalmente está a par do tema e pronto para sua discussão, o curso acaba e o professor não tem a oportunidade de compartilhar sua experiência, se tornando um mero repetidor de conceitos. Não é de se espantar que, à medida que aumenta a experiência em sala de aula, o interesse diminui. Não deveria ser assim. Em vez de tentar combater o uso da Internet e de seus serviços – processo provavelmente frustrante, contraproducente e, em última instancia, prejudicial ao aluno – o professor deve agir como os profissionais experientes e os sábios das comunidades antigas e permitir a seus alunos que tragam as informações, enquanto se empenham em lhes transmitir critério. Nesse cenário, a abundância de conteúdo disponível na Internet pode se tornar um grande auxiliar. Mas para isso é necessário compreender as ferramentas colaborativas em vez de combatê-las. Se seu uso for adequado, o aluno empenhará parte de seu tempo fora da sala de aula a pesquisar conceitos e gerar conteúdo, disponibilizando o resultado de suas pesquisas para a discussão com os colegas e avaliação criteriosa de seu professor. Esses resultados ficam disponíveis para a análise de outras turmas e para a educação remota. A cada ano, mais material é agregado ao conjunto de conteúdo, o que faz com que a aula se torne cada vez menos expositiva e mais debatida, portanto mais interessante para professores e alunos ao longo do tempo. Minha pesquisa busca a identificação e divulgação de ferramentas de software livre e código aberto que possam ser usadas para o desenvolvimento de projetos de inclusão digital e ensino à distância com baixo custo, fácil aprendizado e grande abrangência. ver
14/07/2011Marco Francesco ButibrevêAsas de aeromodelo em madeira balsa com imagensver
14/07/2011Margarida Maria Krohling KunschAs dimensões humana, instrumental e estratégica da comunicação organizacional: um estudo teórico aplicado.Com a nova geopolítica fomentada pelos fenômenos da globalização e da revolução tecnológica da informação e da comunicação, as organizações têm de enfrentar um novo cenário mundial, dominado por uma economia marcada por uma competição sem precedentes. Consequentemente, a sua comunicação deve assumir novas formas, deixando de ser uma função meramente técnica para ser eminentemente estratégica. Com o projeto, pretende-se contribuir para o avanço do campo científico e aplicado da comunicação organizacional no Brasil. O propósito é pensá-la dentro de uma perspectiva mais holística, enfocando-a em três dimensões: a humana, a instrumental e a estratégica. Trata-se de um projeto inovador e inédito, pela temática e pela metodologia a ser seguida. Com base na literatura nacional e internacional de comunicação organizacional foi feita uma criteriosa revisão do material indexado. Também foram analisados os enfoques predominantes do pensamento norte-americano, europeu e latino-americano sobre a comunicação organizacional. ver
14/07/2011Lisbeth Ruth Rebollo GoncalvesLugares e Modos Críticos da Arte Contemporânea nos MuseusConsiderando-se os princípios da Crítica de Arte legados pelo passado e suas transformações presentes, a pesquisa que propomos visa discutir a situação atual da Crítica de Arte Contemporânea, isto é, os lugares de manifestação e os modos de realização críticos, diante da ameaça de perda de função e de legitimidade da Crítica. Serão observados, especialmente, as exposições e ações nos Museus de Arte Contemporâneaver
31/10/2011Antonio Carlos Moraes Dias CarrasqueiraEstudos Criativos para o Desenvolvimento Harmônico do Instrumentista MelódicoConsiste basicamente na composição de exercícios que, tendo a improvisação como ferramenta essencial, estimulem a criatividade e o entendimento, por parte do aluno, dos diferentes elementos da linguagem musical. ver