Trânsitos e exílios: artistas brasileiros nos Estados Unidos durante a ditadura no Brasil

Programa: Artes Visuais

Área de Concentração: Teoria, Ensino e Aprendizagem da Arte

Linha de Pesquisa: História, Crítica e Teoria da Arte

Docente responsável: Dária Gorete Jaremtchuk

 

Descrição:
Os Estados Unidos tornaram-se uma rota para artistas brasileiros, sobretudo a partir dos anos de 1960. Esse novo caminho, no entanto, não se implementou apenas pelo protagonismo e importância desse país em relação às artes. Dentre os diversos fatores que podem ser apontados para isso, encontram-se interesses e estratégias políticas e econômicas do governo norte-americano, além de bolsas concedidas pelas fundações Fulbright e Guggenheim para artistas e intelectuais brasileiros. Desse modo, o objetivo central da pesquisa é mapear as experiências dos artistas brasileiros nos Estados Unidos nas décadas de 1960 e 1970. Dimensionar esse trânsito possibilitará: a) compreender o tema do exílio no meio artístico, nem sempre voluntário, haja vista que a existência da ditadura civil-militar no Brasil; b) analisar as atividades dos artistas e os trabalhos realizados, considerando a incorporação de novos problemas, materiais e suportes.