Edital 2013 do Programa de Ciências da Comunicação

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

ESCOLA DE COMUNICAÇÕES E ARTES

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO (PPGCOM/ECA/USP)

PROCESSO DE SELEÇÃO PARA INGRESSO NO MESTRADO E DOUTORADO EM CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO EM 2013 (retificado em 19.09.2012)

BIBLIOGRAFIA ESPECÍFICA POR ÁREA DE CONCENTRAÇÃO

ÁREA II – ESTUDOS DOS MEIOS E DA PRODUÇÃO MEDIÁTICA (retificado em 19.09.2012)

LIPOVETSKY, Gilles. A Felicidade Paradoxal. Ensaio sobre a Sociedade de Hiperconsumo. São Paulo: Companhia das Letras, 2007. (Edição esgotada)

1. CANCLINI, Néstor García. A Sociedade sem Relato: Antropologia e Estética da Iminência. São Paulo: EDUSP, 2012.

 

O Diretor da Escola de Comunicações e Artes da USP, ouvida a Comissão Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da USP (CCP-PPGCOM-USP), resolve baixar o seguinte comunicado: ESTARÃO ABERTAS NOS DIAS 15, 16 e 17 DE OUTUBRO as inscrições para ingresso de alunos(as) regulares, visando o preenchimento de 40 (quarenta) vagas para Mestrado e 35 (trinta e cinco) vagas para Doutorado no ano de 2013.

1. NORMAS PARA INSCRIÇÃO

Seleção de Mestrado

1.1 Poderão candidatar-se à seleção para o Mestrado, portadores de diploma de graduação ou certificado de conclusão em qualquer área de conhecimento, com data de colação de grau, obtido em instituições de ensino superior, nacionais ou estrangeiras, de acordo com a Resolução 02/2007, de 18/06/2007, do Conselho Nacional de Educação.  Não será admitida a matrícula nos cursos de mestrado diplomados(as) em cursos de licenciatura curta ou similar, de acordo com o disposto no parágrafo único do Artigo 42 do Regimento de Pós-Graduação da USP.

1.2 Os(as) candidatos(as), prováveis formados até 31 de dezembro de 2012, poderão participar do processo de seleção e estarão obrigados(as) a apresentar a documentação exigida no ato da matrícula.

Seleção de Doutorado

1.3 Poderão candidatar-se à seleção para o Doutorado com Mestrado, portadores(as) do título de mestre, em qualquer área do conhecimento, obtido em instituições nacionais ou estrangeiras.

Os(as) candidatos(as) que concluirão o Mestrado até 31 de dezembro de 2012 poderão participar do processo de seleção e estarão obrigados(as) a apresentar a documentação exigida no ato da matrícula.

1.4 Poderão candidatar-se à seleção para Doutorado Direto portadores(as) do certificado ou diploma de graduação em qualquer área do conhecimento, obtido em instituições nacionais ou estrangeiras, mediante aprovação de memorial circunstanciado, conforme disposto no item 3.2 deste edital.

1.5 Candidatos(as) que estiverem cursando mestrado acadêmico, não poderão candidatar-se ao Doutorado Direto.

2. INSCRIÇÕES

2.1 A inscrição do(a) candidato(a) implicará o conhecimento e a tácita aceitação das normas e condições estabelecidas neste Edital, em relação às quais não poderá ser alegado desconhecimento.

2.2 As inscrições deverão ser feitas online, no período de 15/10/2012 a partir das 9h até 17/10/2011 às 17h (horários de Brasília), através do acesso ao site de inscrição, com a observância rigorosa dos seguintes procedimentos:

a) ler na íntegra o presente Edital;
b) preencher todos os campos obrigatórios solicitados no formulário;
c) enviar inscrição (ATENÇÃO: após o envio da inscrição, o(a) candidato(a) NÃO poderá alterar os dados do formulário);
d) gerar e imprimir o boleto bancário no valor de R$ 150,00 (cento e cinquenta reais) e utilizá-lo para o pagamento da taxa de inscrição, diretamente no Banco, até a data limite para o encerramento das inscrições (17/10/12). Não serão aceitas inscrições via Internet cujo pagamento ocorra por depósito em caixa eletrônico, via postal, fac-símile, transferência eletrônica, DOC, DOC eletrônico, ordem de pagamento ou depósito comum em conta corrente, condicional e/ou extemporânea, ou por qualquer outra via que não seja diretamente no caixa do Banco;
e) Após o envio do formulário o(a) candidato(a) receberá em seu e-mail uma cópia do formulário de inscrição.

Observação: As informações prestadas no formulário de inscrição devem ser verdadeiras e são de inteira responsabilidade do(a) candidato(a) que fica ciente de que qualquer falsa informação, omissão ou erro implicará em sua exclusão do processo seletivo, a qualquer momento, e sujeição às penas da lei.

2.3 No dia 22/10/2012, após as 12h será publicada a Lista de Inscritos por ordem alfabética, , no site www3.eca.usp.br, na página do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação.

 2.4 O(a) candidato(a) que realizar com sucesso sua inscrição e não tiver seu nome constante da Lista de Inscritos, terá o prazo de 2 (dois) dias úteis contados, a partir, da publicação, para regularizar a inscrição, sob pena de ser considerado desistente do processo seletivo. Para o pleito deverá apresentar na secretaria do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da USP, situada à Av. Prof. Lúcio Martins Rodrigues, 443, sala 112, das 9h às 12h.

a) requerimento por escrito;
b) cópia do e-mail recebido de confirmação de inscrição e;
c) comprovante de pagamento da taxa de inscrição.

2.5 Após o término do prazo estabelecido no item 2.4, se houver deferimento de pedido de regularização de inscrição, nova Lista de Inscritos com o nome de todos(as) os(as) candidatos(as) que tiveram sua inscrição efetivada, será disponibilizada no sítio indicado no item 2.3

2.6 A Universidade de São Paulo não se responsabiliza por inscrições via internet não recebidas por motivos de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação, congestionamento das linhas de comunicação, bem como outros fatores de ordem técnica que impossibilitem a transferência de dados.

2.7 O descumprimento das instruções para a inscrição, via internet, implicará em sua não efetivação.

3. DAS INSCRIÇÕES PRESENCIAIS (apenas para candidatos(as) ao Doutorado Direto e candidatos(as) estrangeiros(as) que não possuam RNE e CPF)

3.1 Dias 15, 16, e 17 de outubro das 9h às 12h, na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, Av. Prof. Lúcio Martins Rodrigues, 443 – sala 112

3.2 No ato da inscrição presencial, os(as) candidatos(as) ao DOUTORADO DIRETO e os(as) candidatos(as) estrangeiros(as) que não possuam RNE e CPF, ou seus procuradores legais, deverão entregar os seguintes documentos:

a) ficha de Inscrição devidamente preenchida (a ser disponibilizada no ato da inscrição);
b) comprovante bancário referente ao depósito da taxa de inscrição no valor de R$ 150,00 (cinquenta reais) no Banco do Brasil, agência 1897-x – c/c no. 5619-7 – Escola de Comunicações e Artes – CNPJ: 63.025.530/0021-58;
c) cópia legível do RG e do CPF, apenas para candidatos(as) ao Doutorado Direto;
d) cópia legível do passaporte e/ou comprovante de ingresso legal no país, apenas para candidatos(as) estrangeiros;
e) uma cópia de memorial circunstanciado compreendendo 3 partes, apenas para candidatos(as) ao Doutorado Direto:
I - currículo atualizado na Plataforma Lattes do CNPq ;
II - trabalhos publicados, atividades realizadas e demais informações que permitam a avaliação de mérito e da adequação e pertinência da solicitação;
III - exposição das razões da escolha do Programa e da Área de Concentração, destacando a trajetória e acúmulo de experiências que o habilitam a cursar o doutorado sem o mestrado.

O memorial circunstanciado será avaliado em entrevista com Banca Examinadora em data a ser informada através de e-mail.

3.3 Não serão aceitas inscrições com documentação/informações incompletas e sem comprovação do pagamento da taxa de inscrição.

Observação: A Comissão Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da USP (CCP-PPGCOM-USP), representada no ato da inscrição pelas funcionárias e/ou docentes pertencentes à Comissão, reserva-se o direito de ajuizar a pertinência dos documentos apresentados pelos(as) candidatos(as) ou seu procurador legal, não cabendo nenhum tipo de recurso quanto à sua aceitação, bem como não se responsabilizará, sob qualquer pretexto, por documentos ou trabalhos originais entregues pelos(as) candidatos(as) no ato da inscrição.

4. DOS(AS) CANDIDATOS(AS) COM DEFICIÊNCIA

4.1 Os(as) candidatos(as) com deficiência que se enquadrarem nas categorias discriminadas no artigo 4º do Decreto nº 3.298/99 deverão apresentar no período de inscrição de 15 a 17/10/2012, das 9h às 12h, na Secretaria do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da USP, situada à Av. Prof. Lúcio Martins Rodrigues, 443, 1º. andar, sala 112, os seguintes documentos:

I - requerimento por escrito com justificativa explicitando a necessidade de tratamento diferenciado     e/ou tempo adicional para realização da prova;
II - laudo médico recente que ateste a espécie e o grau ou o nível da deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença – CID, bem como a provável causa da deficiência;
III - parecer emitido por especialista da área de deficiência indicando as condições diferenciadas;

4.2 O(a) candidato(a) com deficiência que não atender ao item 4.1 será considerado(a) como pessoa sem deficiência e não terá a prova preparada segundo as condições diferenciadas de que necessite.

4.3 O(a) candidato(a) com deficiência participará do concurso em igualdade de condições com os demais candidatos no que se refere ao conteúdo das provas, à avaliação e aos critérios de aprovação, à nota mínima exigida ao horário e ao local de aplicação das provas.

4.4  À Comissão de Seleção do PPGCOM-USP competirá providenciar o levantamento dos locais, tipos de prova e equipamentos especiais necessários ao pleno acesso dos(as) candidatos(as) com deficiência e a efetivação das condições necessárias à realização das provas, bem como eventual colaboração de pessoas especializadas na comunicação ou no auxílio de determinadas deficiências.

5. NORMAS PARA SELEÇÃO

5.1 O processo seletivo constará de 3 fases sucessivas e eliminatórias, a saber:

PRIMEIRA FASE: ENTREGA DE DOCUMENTAÇÃO E PROVA DISSERTATIVA

5.2 Documentos obrigatórios a serem entregues no dia e local da prova dissertativa das 12h às 13h30:

Dia 25/10/2012 das 12h às 13h30 - candidatos(as) ao Mestrado

3 (três) vias encadernadas/espiraladas dos documentos abaixo relacionados na ordem a seguir:

a) formulário de inscrição;
b) comprovante do pagamento da taxa de inscrição;
c) currículo atualizado na Plataforma Lattes do CNPq;
d) cópia simples do diploma de graduação (frente e verso) ou cópia do certificado de conclusão do curso de graduação com a data da colação de grau;
e) cópia simples do histórico escolar correspondente ao curso de graduação concluído;
f) Projeto de pesquisa que pretende desenvolver, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da USP, pertinente à área de concentração e linha de pesquisa.

Dia 26/10/2012 das 12h às 13h30 - candidatos(as) ao Doutorado

3 (três) vias encadernadas/espiraladas dos documentos abaixo relacionados na ordem a seguir:

a) formulário de inscrição;
b) comprovante do pagamento da taxa de inscrição;
c) Currículo atualizado na Plataforma Lattes do CNPq;
d) cópia simples do diploma de graduação (frente e verso) ou cópia simples do certificado de conclusão do curso de graduação com a data da colação de grau;
e) cópia simples do histórico escolar correspondente ao curso de graduação concluído;
f) cópia simples do histórico e do diploma de mestre (frente e verso), ou cópia simples da ata de defesa homologada;
g) Projeto de pesquisa que pretende desenvolver, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da USP, pertinente à área de concentração e linha de pesquisa.

Observação: A Comissão Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da USP (CCP-PPGCOM-USP), representada no ato da entrega da documentação pelos funcionários e/ou docentes pertencentes à Comissão, reserva-se o direito de ajuizar a pertinência dos documentos apresentados pelos(as) candidatos(as), não cabendo nenhum tipo de recurso quanto à sua aceitação, bem como não se responsabilizará, sob qualquer pretexto, por documentos ou trabalhos originais entregues pelos(as) candidatos(as) no ato da inscrição. A documentação entregue não será devolvida em hipótese alguma.

O NÃO CUMPRIMENTO DO ITEM 5.2 IMPEDIRÁ O(A) CANDIDATO(A) DE REALIZAR A PROVA DISSERTATIVA

 

PROVA DISSERTATIVA

25.10.2012 às 14h - MESTRADO – com duração 3(três) horas no Prédio Central da Escola de Comunicações e Artes/USP – 2º. andar. Imprescindível apresentação de documento de identificação.

26.10.2012 às 14h – DOUTORADO – com duração de 3(três) horas no Prédio Central da Escola de Comunicações e Artes/USP – 2º. andar. Imprescindível apresentação de documento de identificação.

5.3 A prova será feita sem consulta, sobre um tema a ser dado no início da avaliação, com base na bibliografia publicada no final deste Edital. A prova será corrigida, sem identificação dos(as) candidatos(as), pelo corpo docente do PPGCOM-USP que atribuirá notas de 0 (zero) a 10 (dez), sendo 7 (sete) o valor mínimo para aprovação.  Somente será considerado o uso de caneta azul ou preta na folha de respostas. Não será permitido o uso de aparelhos eletrônicos durante a prova.

Critérios de avaliação:
a) pertinência ao tema proposto;
b) uso da bibliografia indicada;
c) clareza na exposição das ideias e estruturação da argumentação;
d) correção no uso da língua portuguesa.

14.11.2012 - Divulgação dos aprovados na prova dissertativa pelo no site www3.eca.usp.br, na página do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação.

SEGUNDA FASE: ENTREVISTA, AVALIAÇÃO DO PROJETO DE PESQUISA E CURRÍCULO LATTES PELO CONJUNTO DE DOCENTES DA LINHA DE PESQUISA

5.4.Critérios de avaliação do

Projeto de Pesquisa:
a) originalidade do projeto de pesquisa;
b) pertinência do projeto de pesquisa à área de concentração e à linha de pesquisa;
c) relevância e consistência teórica do projeto de pesquisa;
d) adequação ao tempo máximo de realização do curso (mestrado 30 meses, doutorado 48 meses);
e) disponibilidade de tempo dos(as) candidatos(as) para as atividades exigidas.

Currículo Lattes:
f) avaliação do currículo Lattes, considerando-se a produção bibliográfica, artística e técnica

Entrevista:
g) A entrevista versará sobre o Projeto de Pesquisa e o currículo Lattes. A avaliação terá como base o desempenho na arguição do candidato.

5.5  A homologação dos resultados da seleção caberá à  Comissão Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da USP (CCP-PPGCOM-USP) e a Comissão de Pós-Graduação da ECA-USP (CPG), com base na avaliação de mérito realizada pela Comissão do Processo Seletivo.

5.6 19/12/2012 será divulgada a lista dos aprovados em ordem alfabética, sem a divulgação dos conceitos dos(as) candidatos(as) no site www3.eca.usp.br

5.7 O Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação reserva-se o direito de não preencher o total de vagas oferecidas.

TERCEIRA FASE: COMPROVAÇÃO DOCUMENTAL E PROFICIÊNCIA DE LÍNGUA ESTRANGEIRA

5.8 Os(as) candidatos(as) aprovados(as) providenciarão sua matrícula (data a ser divulgada juntamente com a lista dos aprovados no dia 19/12/2012) na Secretaria Geral de Pós-Graduação da ECA, apresentando obrigatoriamente os seguintes documentos:

a) cópia simples e legível da certidão de nascimento e/ou casamento;
b) cópia simples do Certificado de Reservista;
c) cópia simples do título de eleitor;
d) currículo atualizado na Plataforma Lattes do CNPq ;
e) cópia do diploma de graduação (frente e verso) ou cópia legível do certificado de conclusão do curso de graduação com a data da colação de grau;
f) cópia do histórico escolar correspondente ao curso de graduação concluído;
g) cópia do histórico e do diploma de mestre (frente e verso), conforme disposto no item 1, ou cópia da ata de defesa homologada com comprovante da validade nacional do curso;
h) cópia do comprovante de proficiência de língua estrangeira  aproveitada no Mestrado;
i) certificado de proficiência em uma das línguas: inglês, francês, espanhol, italiano ou alemão com validade não superior a três anos na data da matricula,  nos moldes contidos no item 6 deste edital;
j) candidatos(as) estrangeiros: apresentar cópia RNE ou protocolo com o número do RNE (SINCRE – Polícia Federal);
k) candidatos(as) estrangeiros: certificado de proficiência em língua portuguesa emitido pelo Centro de Línguas/FFLCH/USP - nível intermediário.

5.9 Será desclassificado o(a) candidato(a) que no ato da matrícula não atender as exigências documentais.

6. NORMAS PARA PROFICIÊNCIA DE LÍNGUA ESTRANGEIRA

6.1 Os(as) candidatos(as) aprovados(as) ao Mestrado deverão comprovar proficiência em uma língua estrangeira, de acordo com as especificações abaixo.
Os(as) candidatos(as) aprovados(as) ao Doutorado com Mestrado deverão comprovar duas línguas estrangeiras: uma aproveitada do mestrado e outra apresentando o respectivo certificado.
Certificado de conclusão de curso de idioma não é válido como comprovação de proficiência.

O certificado de proficiência deve ser expedido exclusivamente por instituições de ensino superior de letras, federais, estaduais ou pelas seguintes instituições:

a) Faculdade de Letras de instituições de ensino superior, públicas (federais ou estaduais);
b) Centro de Línguas/FFLCH/USP (inglês, francês, espanhol, alemão, italiano) - nível intermediário. Informações poderão ser obtidas através do sítio www.fflch.usp.br/cl;
c) Instituto Goethe (alemão) com classificação de, no mínimo, nível M III ou C1;
d) Aliança Francesa (francês) - teste: mínimo 70 pontos;
e) Instituto Italiano de Cultura (italiano) teste Stricto Sensu com aproveitamento igual ou superior a 50%;
f) Instituto Miguel de Cervantes, Diploma de Espanhol como Língua Estrangeira - DELE, Colégio Miguel de Cervantes, Instituto Hispânico de São Paulo e Instituto Cultural Hispânico (espanhol)  - nível intermediário;
g) Cultura Inglesa, União Cultural Brasil-EUA, Alumni (inglês) – certificados e pontuação:  Test of English as Foreign Language - TOEFL (mínimo 190 pontos para o Computer-based-Test – CBT; mínimo 520 pontos para o Paper-based-Test – PBT; mínimo 68 pontos para o Internet-based-Test - IBT ); International English Language Test - IELTS - mínimo 6,0 pontos; Cambrigde.

7. DISPOSIÇÕES FINAIS

7.1 A inscrição do(a) candidato(a) implicará o conhecimento e a tácita aceitação das normas e condições estabelecidas neste Edital, em relação às quais não poderá ser alegado desconhecimento.

7.2 De acordo com o disposto no artigo 47 do Regimento de Pós-Graduação da USP, é vedada a matrícula simultânea em mais de um curso de mestrado ou doutorado; constatada a matrícula em um segundo curso, esta será anulada.

7.3 É vedada matrícula condicional.

7.4 Em nenhuma hipótese haverá revisão de provas ou concessão de vistas.

7.5 O não atendimento, pelo(a) candidato(a), das condições estabelecidas no presente Edital implicará em sua exclusão do processo seletivo, a qualquer tempo.

7.6 A falta de pagamento da taxa de inscrição, verificada a qualquer tempo, acarretará a exclusão do(a) candidato(a) ao processo seletivo.

7.7 É de inteira responsabilidade do(a) candidato(a) acompanhar os comunicados e demais publicações referentes a este processo seletivo.

7.8 O material entregue não será devolvido.

7.9 Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da USP e pela Comissão de Pós-Graduação da ECA-USP, sendo suas decisões soberanas, não cabendo aos candidatos(as) recursos encaminhados a outros órgãos.

CRONOGRAMA PROCESSO SELETIVO PPGCOM-USP

15, 16 e 17/10/12

Inscrições – Preenchimento formulário online e pagamento da taxa de inscrição

22/10/2012

A partir das 12h - divulgação da lista de inscritos no site www3.eca.usp.br, na página do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação.

25/10/2012

1ª. fase – Mestrado – Prédio Central da ECA – 2º. andar

- Entrega de documentação das 12h às 13h30
- Prova dissertativa - às 14h (caneta preta ou azul e documento de identidade)

26/10/2012

1ª. fase – Doutorado - – Prédio Central da ECA – 2º. andar

- Entrega de documentação das 12h às 13h30
- Prova dissertativa - às 14h (caneta preta ou azul e documento de identidade)

14/11/2012

Divulgação dos aprovados na prova dissertativa no site www3.eca.usp.br, na página do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação

28 a 30/11 e

03 e 04/12/2012

2ª. fase – Entrevistas com os(as) candidatos(as) aprovados(as) na prova dissertativa (dia, horário e local a ser divulgado oportunamente)

19/12/2012

Divulgação dos(as) selecionados(as) no site www3.eca.usp.br

BIBLIOGRAFIA PARA PROVA

O(A) candidato(a) inscrito(a) na:
Área I deverá ler/estudar:  a bibliografia básica e a bibliografia específica para área I.
Área II, deverá ler/estudar:  a bibliografia básica e a bibliografia específica para área II.
Área III, deverá ler/estudar:  a bibliografia básica e a bibliografia específica para área III.
 

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

1.DOSSIÊ: Novas perspectivas em teorias da comunicação. MATRIZes: Revista do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da Universidade de São Paulo,  São Paulo, Ano 5, n. 1, p. 11 a 154, ago.-dez. 2011.

2.DOSSIÊ: Novas perspectivas em teorias da comunicação. MATRIZes: Revista do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da Universidade de São Paulo, São Paulo, Ano 5, n. 2, p. 11 a 155, jan.-jul. 2012.

3. MORIN, Edgard. Ciência com consciência. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003.

 

BILBIOGRAFIA ESPECÍFICA POR ÁREA DE CONCENTRAÇÃO
 

ÁREA I – TEORIA E PESQUISA EM COMUNICAÇÃO

1. CHARAUDEAU, Patrick. Discurso das mídias. São Paulo: Contexto, 2006.

ÁREA II – ESTUDOS DOS MEIOS E DA PRODUÇÃO MEDIÁTICA (retificado em 19.09.2012)

LIPOVETSKY, Gilles. A Felicidade Paradoxal. Ensaio sobre a Sociedade de Hiperconsumo. São Paulo: Companhia das Letras, 2007. (Edição esgotada)

1. CANCLINI, Néstor García. A Sociedade sem Relato: Antropologia e Estética da Iminência. São Paulo: EDUSP, 2012.

ÁREA III – INTERFACES SOCIAIS DA COMUNICAÇÃO

1. SODRÉ, Muniz. Reinventando a Educação – Diversidade, Descolonização e Redes. Rio de Janeiro: Vozes, 2012.

Obs.: As Revistas MATRIZes estão disponíveis online em www.matrizes.usp.br ou impressas na secretaria do PPGCOM-USP, ECA-USP - Av. Prof. Lúcio Martins Rodrigues, 443 – sala 112 – horário das 9h às 12h.

Outras informações poderão ser obtidas junto à Secretaria do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da ECA/USP, através e-mail: ppgcom@usp.br ou pelo www3.eca.usp.br na página do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação.

 

INFORMAÇÕES ESPECÍFICAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO (PPGCOM/USP)

EMENTAS

ÁREA DE CONCENTRAÇÃO I: TEORIA E PESQUISA EM COMUNICAÇÃO

A comunicação hoje não é simplesmente um aspecto da sociedade, mas faz parte da própria configuração do ambiente societário tornando-se uma mediação central que conecta e atravessa as mais diversas dimensões da existência contemporânea. Por isso, a comunicação surge como um campo de conhecimento interdisciplinar e transdisciplinar desde as suas origens em função da complexidade do comunicacional e de suas repercussões das mais variadas ordens: histórica, estética, cultural, política, social e tecnológica.

Isso posto, esta Área de Concentração está voltada às reflexões epistemológicas, às definições teóricas e às propostas metodológicas para o estudo do fenômeno da comunicação em geral ou aplicada a modalidades específicas (comunicação interpessoal, grupal, massiva, tecnologicamente mediada, e outras). Ainda, ocupa-se do pensamento comunicacional em suas múltiplas dimensões: ontológica, histórica, estética, teórica e metodológica, além de sua interseção com as demais disciplinas humanísticas e mesmo com as ciências exatas e tecnológicas.

Esta Área propõe-se também a desenvolver o pensamento epistemológico-teórico-metodológico voltado para a pesquisa de comunicação, com base na abordagem crítica dos processos de investigação nos estudos da Comunicação.

1. Linha de Pesquisa – Epistemologia, Teoria e Metodologia da Comunicação

Estudo do campo da comunicação como produção teórica inter e transdisciplinar. Reflexão epistemológica e metodológica sobre o discurso comunicacional. Análise da comunicação como conceito e como processo social e intersubjetivo historicamente compreendido. Investigação de sua estrutura lógica e implicações éticas, filosóficas e sociológicas. Crítica dos paradigmas, modelos, teorias, métodos e técnicas através dos quais os objetos da comunicação são estudados. Crítica metodológica em comunicação, englobando metodologias quantitativas e qualitativas, métodos e técnicas de pesquisa empírica, tais como: etnografia, historiografia e história oral em comunicação, métodos e técnicas de análise do discurso mediático. Enfim, contribuir para a definição da comunicação como área de conhecimento, para a elaboração de novas linguagens teóricas e para seu desenvolvimento metodológico através de crítica epistemológica.

Projetos vinculados:
a) Livros e censura no Brasil.
b) O perfil do jornalista e os discursos sobre o jornalismo. Um estudo das mudanças no mundo do trabalho do jornalista profissional em São Paulo.
c) Telenovela brasileira: transmidiação e internacionalização.

 

2. Linha de Pesquisa – Linguagens e Estéticas da Comunicação

Estudo das conexões entre a generalidade histórica dos fatos e a singularidade da produção do discurso polissêmico, considerado na arte, no cotidiano e na indústria cultural. Indagação sobre o conceito de representação e de imagem. Pesquisa teórica sobre os conceitos de autor, público, mensagem, repertório, códigos verbais e não-verbais, e dispositivos. Investigação das conexões das linguagens e ambientes mediáticos com a história cultural, tendo em vista a noção de conhecimento e de construção de identidades.

Análise dos gêneros discursivos nas diferentes formas de manifestação humana em seus contextos espaço-temporais, considerando noções tais como: intertextualidade, transmidialidade, hipertextualidade, polissemia, dialogismo.

Projetos vinculados:
a) A Fotografia no Brasil: seus personagens, objetos e aplicações II (1900-1950).
b) A produção de sentido por meio da linguagem televisual: gêneros, temas e discursos na minissérie O Brado Retumbante.
c) Ciências da Linguagem: estudo das práticas midiáticas.
d)Utilização do espaço público na cidade de São Paulo. Modos de anunciar ao ar livre após a Lei "Cidade Limpa”.

 

3. Linha de Pesquisa – Comunicação e Ambiências em Redes Digitais

Foco nas reflexões epistemológicas e nos recortes teórico-metodológicos decorrentes da inserção do fenômeno da comunicação em ambiências de redes digitais sustentadas pelas tecnologias digitais de informação e comunicação (TICs). Ocupa-se, também, da reflexão sobre o campo da comunicação em suas interdisplinaridades e complexidades decorrentes dos impactos das TICs. São temas dessa linha de pesquisa os diversos fenômenos da comunicação em redes; os estudos de convergência midiática e consequentes impactos na sociabilidade, nas organizações e na cultura; os estudos voltados a construção de sentido nas linguagens transmediáticas e hipermediáticas; a análise dos processos de sociabilidade e subjetividade decorrentes das relações comunicacionais humanas, pós-humanas e nas novas formas de habitar. São, ainda, objetos de estudo desta linha os processos transversais de comunicação digital em seus diferentes campos de aplicação como a Educação, o Jornalismo, os Meios Audiovisuais e as Organizações; os mapeamentos e análises setoriais de impacto das TICs; as análises sobre formas inovadoras de territorialidades e organização da produção do conhecimento, entre outros.

Projetos vinculados:
a) Netativismo: ações colaborativas e novas formas de participação em redes digitais.
b) O campo da Comunicação na era das mídias sociais: reconfiguração dos processos de legitimação e absorção social.
c) Redes Digitais e sustentabilidade: arquiteturas biotecnológica e inteligência territorial.

 

ÁREA DE CONCENTRAÇÃO II: ESTUDOS DOS MEIOS E DA PRODUÇÃO MEDIÁTICA

Esta área de concentração dedica-se ao estudo dos produtos mediáticos, culturais e artísticos, tais como os do jornalismo, da publicidade, do entretenimento, da ficção entre outras manifestações das mídias. Focaliza de um lado, os processos de produção e recepção e, de outro, as características específicas de obras e programas postos em circulação, levando em conta os diversos suportes midiáticos, como também os usos culturais dos meios e consumos decorrentes de tais produções.

1. Linha de Pesquisa: Informação e Mediações nas Práticas Sociais

Estuda os processos de produção, difusão e recepção da informação no universo midiático, sob a perspectiva dos valores da cidadania, ética e interesse público, com ênfase nos vetores da produção da narrativa jornalística (percepção e reconstrução discursiva da realidade), que toca na questão dos fundamentos metodológicos da captação das informações, das estruturas sócio-técnicas que atuam na reconstrução dos fatos percebidos e na sua expressividade. A diversidade cultural, quanto às múltiplas possibilidades de se perceber e narrar um evento, orienta as investigações da linha de pesquisa, bem como a consideração do conjunto de elementos relativos à estrutura, produção e difusão de bens culturais da indústria editorial.  Os impactos sociais e históricos, a convergência das mídias, a concepção de processos informacionais, incluindo o debate entre discurso hegemônico e alternativo, fomentam as pesquisas desta linha voltada à compreensão da comunicação noticiosa, ao estudo das relações éticas na construção dos produtos informativos, à reflexão sobre a informação como direito fundamental do cidadão.

Projetos vinculados:
a) A instância da imagem ao vivo, o telespaço público e a fabricação de valor na indústria do imaginário.
b) Comunicação, História e Cidadania: políticas e estratégias das organizações não governamentais.
c) Jornalismo Olímpico.
d) Rádio Universitária de São Paulo.

 

2 – Linha de pesquisa: Consumo e Usos Midiáticos nas Práticas Sociais

Estuda os processos de produção, difusão e recepção de produtos mediáticos, bem como os seus usos e consumos, a partir de uma perspectiva emancipatória para as práticas sociais cidadãs, visando o bem estar social e a sustentabilidade. Os objetos desta linha englobam a midiatização dos fenômenos do consumo na vida material, bem como às formas de comunicar e se relacionar no ambiente urbano. O estatuto dessa midiatização prevê a compreensão da mediação cultural do consumo, destacando o estudo das suas formas linguageiras e estéticas de representação, bem como das relações sociais construídas a partir de produtos comunicacionais, com ênfase no estudo das marcas, da publicidade, da propaganda, da comunicação visual e do design. Trata também sobre os usos midiáticos: as finalidades cotidianas dos meios, seus usos para a satisfação de necessidades operacionais e simbólicas. Contempla as investigações sobre a história e evolução dos meios e a crítica à mediação destes nas dinâmicas culturais, isto é, nas práticas sociais sugeridas por esses usos e os estudos de seus efeitos na vida social.

Projetos vinculados:
a) Cerveja, Publicidade, Regulação e Consumo: o olhar da comunicação sobre a comunicação de marcas de cervejas contemporâneas e suas implicações na vida social de adolescentes.
b) Imagens do pensamento: contribuições da comunicação visual para a divulgação da ciência, saúde e tecnologia.
c) O uso de medo em campanhas públicas de trânsito.
d) Tendências de Comportamento e Consumo: teorias e metodologias de investigação.

ÁREA DE CONCENTRAÇÃO III: INTERFACES SOCIAIS DA COMUNICAÇÃO

Esta área de concentração estuda as trocas que a comunicação realiza com a sociedade civil, suas instituições e o Estado, centrando suas preocupações nas condições econômicas de produção da cultura mediática; nas mediações culturais presentes nos mecanismos de produção da comunicação; nas políticas de comunicação e suas estratégias; na passagem da tradição para a renovação nos gêneros da cultura mediática, incluindo, entre outros, a telenovela e a ficção televisiva; nas relações da comunicação com a educação. Nesse sentido, esta área de concentração volta-se essencialmente para a investigação das diferentes culturas existentes na sociedade em interação com os processos e práticas da comunicação.

1. Linha de Pesquisa – Comunicação, Cultura e Cidadania

Esta linha de pesquisa apresenta-se como espaço privilegiado para o estudo das múltiplas interfaces sociais da comunicação, convertendo-se em área decisiva para a compreensão da sociedade de seus agentes culturais e das condições sociais de produção simbólica. Através delas analisam-se empírica e teoricamente: a) a presença do Estado, suas políticas de regulamentação da produção cultural e artística e o direcionamento dado às políticas públicas; b) a presença dos movimentos sociais, seus canais de comunicação alternativos e as lutas pela ampliação dos direitos da cidadania, pela liberdade de expressão e acesso aos meios de comunicação; c) os movimentos culturais e artísticos e suas formas de expressão.

Projetos vinculados:
a) Comunicação e Censura - pesquisa teórica e documental de processos censórios, a partir do Arquivo Miroel Silveira da ECA-USP.
b) Histórias em Quadrinhos no Brasil: memória, produção e tendências.

 

2. Linha de Pesquisa – Políticas e Estratégias de Comunicação

Estudos de paradigmas e correntes teóricas de comunicação organizacional, relações públicas, editoração e jornalismo e suas interfaces. Enfocam-se as políticas e estratégias de comunicação no setor público, privado e não-governamental, desenvolvendo a pesquisa aplicada em comunicação administrativa, interna, institucional e mercadológica, que têm por base tanto a perspectiva de uma filosofia da comunicação integrada quanto princípios da ética, responsabilidade social, de gêneros e etnias e classes sociais.Contempla as interações da comunicação com a identidade, alteridade e cultura organizacional,  sustentabilidade, memória e as  narrativas institucionais, bem como pesquisas relativas à comunicação pública e às políticas públicas de comunicação. Reflete sobre os novos conceitos de público, relacionamentos, redes sociais, opinião pública e suas múltiplas ressignificações no contexto da sociedade contemporânea.

Projetos vinculados:
a) A Comunicação e as Relações Públicas modeladas pelas memórias, territórios, narrativas e as novas redes de relacionamentos.
b) Comunicação Pública, Capital Social e Comunicação Política: espaços institucionais e midiáticos.
c) Desenvolvimento de metodologia de avaliação e mensuração do valor da marca (tangível e intangível) a partir da contribuição da comunicação na formação dos patrimônios financeiros, sociais e de mercado.
d) Estudo da eficácia das estruturas dos departamentos de comunicação: estudo global.
e) Mapa da comunicação no primeiro setor.

 

3. Linha de Pesquisa – Comunicação e Educação

Trata das interfaces sociais da comunicação com a educação enquanto organizadoras dos fluxos da informação e do conhecimento, orientando pesquisas que estudam os modos pelos quais a comunicação vem sendo usada para introduzir, na pauta da sociedade, temas e questões de interesse para as práticas educativas formais, informais, não-formais e de ensino-aprendizagem. Além disso, volta-se às maneiras como o sistema educativo trabalha a recepção das mensagens da comunicação social sobre suas audiências e usuários, às práticas educativas mediadas pelos processos e linguagens da comunicação, aos usos das mediações tecnológicas pelos sistemas de ensino presencial e a distância, bem como à gestão da comunicação em espaços educativos.

Projetos vinculados:
a) A Educação no Ciberespaço II a digital art model.
b) Literacias Emergentes na WEB 2.0: pesquisas qualitativas e etnografia virtual no mapeamento e caracterização das novas formas de aprender; processar informação e produzir conhecimento em rede.