Doutorando da ECA é premiado no Educator Exchange

Francisco Tupy, que é formado em Geografia pela FFLCH, fez mestrado e atualmente cursa doutorado na ECA com o professor Ciro Marcondes Filho, do Departamento de Jornalismo e Editoração (CJE). Tupy, ainda em 2014, mandou um projeto para o Educator Exchange, programa da Microsoft que reúne educadores de todo o mundo visando o incentivo ao uso inclusivo de tecnologia na didática das escolas. O evento aconteceu em Seattle.

Após duas seleções, 120 professores foram escolhidos. Deles, 20 chegaram ao final. Tupy estava entre eles. “Lá tivemos palestra com o vice-presidente da Microsoft e muitas outras figuras importantes. Entramos em contato com grandes professores de todo o mundo, foi uma grande experiência”, diz Francisco Tupy,  professor do Colégio Visconde de Porto Seguro. Ele ministra a disciplina Tecnologia educacional e oficina de games aos seus alunos.


Francisco Tupy (segundo da esq. para a dir.) segura o prêmio junto aos seus companheiros de projeto

Além de todas as atividades que os mais de 300 educadores de 90 países tiveram que fazer, houve um desafio chamado Educator Challenge, no qual equipes formadas com um membro de cada Continente deveria criar um plano de aula com tecnologia. O tema do trabalho deveria ser “bravura, coragem e liderança”. Ao lado de representantes da China, Bulgária, Inglaterra e Dubai, Tupy realizou o plano que foi premiado e escolhido o melhor pitching de projeto.

Segundo Tupy, a proposta do plano realizado em Seattle foi parecida com aquela que ele usa como didática durante suas aulas no colégio da zona sul paulistana em que dá aulas. “É essencial converter o interesse das crianças nos games para dentro da sala de aula, levando ao aprendizado da teoria. A tecnologia tem que servir como ponte, sendo o aluno capacitado para dominá-la em seu benefício, e não o contrário”, finaliza Tupy.


O painel anuncia a premiação do grupo do brasileiro

 

por Felipe Ruiz
foto: Francisco Tupy