Concerto do pianista János Palojtay inaugura a Série Internacional de Música USP

A ECA deu início no dia 14 de março, na Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin (BBM), a Série Internacional de Música USP (SIM-USP): programação de concertos com convidados internacionais de destaque no cenário musical em apresentações solo ou em parceria com artistas brasileiros


János Palojtay interpreta peças de Liszt, Debussy, Bartók e Chopin na abertura da SIM-USP

Uma sala Villa-Lobos lotada assistiu ao concerto inaugural da série, que contou com a apresentação do pianista húngaro János Palojtay. Aos 32 anos, Palojtay já ganhou inúmeros prêmios em competições nacionais e internacionais – entre eles o terceiro lugar no XVII Paloma O’Shea International Piano Competition em Santander, na Espanha, em 2012 – que deram ao músico a possibilidade de tocar em recitais solos na Alemanha, França, Itália, Reino Unido, Estados Unidos, Holanda, Austria, Espanha e Brasil. "Eu mesmo posso testemunhar que é um ótimo pianista", disse o cônsul-geral da Hungria, Szilárd Teleki, presente no concerto de abertura.

No repertório, composições de dois artistas húngaros, Franz Liszt e Bela Bartók, além de obras de Debussy e Chopin. Sobre Liszt, Eduardo Monteiro, professor do Departamento de Música (CMU) e um dos curadores da série ao lado de Mônica Lucas, também do CMU, lembrou o seu enorme sucesso junto ao público, sendo uma grande personalidade da sua época. Já o outro compositor húngaro do programa, Béla Bartók, é reconhecido pela intensa pesquisa sobre canções folclóricas e populares da Hungria, da Romênia e da Bulgária. Para Monteiro, o trabalho de Bartók como musicólogo foi fundamental e "deu origem a uma música cunho nacionalista que se diversificava da tradição alemã, francesa e italiana que predominava até o século XIX". 


Público lotou a Sala Villa-Lobos da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin

Sobre a SIM-USP

A Série Internacional de Música USP compõe-se de concertos mensais que acontecem até o mês de novembro na Sala Villa-Lobos da BBM. O programa traz canções de compositores clássicos e conhecidos do público, por exemplo, Stravinsky, Vivaldi, Bach, Camargo Guarnieri, Schumann, Ravel e Beethoven, entre outros artistas. 

Além de Palojtay, a SIM-USP terá ainda a participação dos violinistas Manfredo Kraemer, da Argentina, “um dos violinistas barrocos mais influentes e distintos da atualidade”, segundo a revista da BBC, e da belga Joëlle Perdaens, professora de música de câmara barroca e violino barroco na Universidade Católica Argentina; da soprano americana Kindra Scharich, que atualmente integra o elenco da ópera Today It Rains, da Ópera Parallèle, em São Francisco (EUA); e dos pianistas Luca Buratto, da Itália, vencedor do prêmio Honens em 2015, e do austríaco Philipp Scheucher, segundo lugar na competição internacional de piano da UNISA, em Pretória, 2016.

“A série tem a premissa de trazer jovens músicos que estão despontando no cenário internacional e que já conquistaram prêmios importantes em suas áreas, com exceção do já consagrado violinista Manfredo Kraemer”, explica Eduardo Monteiro. “Os músicos que estão vindo são premiados, o que credencia ainda mais os artistas”, ressalta o curador, em entrevista ao Jornal da USP. Entre os artistas nacionais confirmados estão o pianista Ricardo Ballestero, professor do CMU, os violinistas Alejandro Aldana e Paulo Henes, o violoncelista André Micheletti, além do Conjunto de Música Antiga da USP, sob a direção de William Coelho. 

A SIM-USP é uma iniciativa da ECA e conta com o apoio da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária e da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin da USP, do Istituto Italiano di Cultura, do Consulado da Hungria, da Embaixada da Áustria e da Fundação Maria Luisa e Oscar Americano.

As apresentações são gratuitas e abertas ao público. 

Clique aqui e consulte a programação completa.


Série internacional terá outros sete concertos, com artistas brasileiros e convidados internacionais

Serviço:
Série Internacional de Música USP
Próximas datas: 10 de abril, 15 de maio, 12 de junho, 7 de agosto, 11 de setembro, 9 de outubro e 6 de novembro
Horário: 12h30
Local: Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin da USP (Rua da Biblioteca, 21, Cidade Universitária, São Paulo)

 

Texto: Verônica Cristo, com informações do Jornal da USP
Fotos: Susana Sato