"A Dobra Schumanniana", um projeto multimidiático e interativo

Acontece entre os dias 18 e 22 de abril,  A Dobra Schumanniana, um projeto realizado por artistas que possuem o objetivo de promover uma leitura singular da obra de um dos mais importantes compositores do século XIX, Robert Schumann. O compositor é reconhecido por sua grande variedade de composições, mas o que está para acontecer no SESC Pompéia irá um pouco além dos tradicionais concertos de música de câmara.

O projeto foi idealizado pelos  artistas  Amilcar Zani e Heloisa Zani (Departamento de Música – CMU)  e Branca de  Oliveira (Departamento de Artes Plásticas - CAP).

A Dobra Schumanniana alia a expressão artística da performance pianística e videoinstalação à prática acadêmica da pesquisa organizada e ao estudo crítico continuamente renovado.

Intérprete e pesquisador  da obra de Schumann, Amilcar conta que tem um duo com sua esposa Heloísa há muitos anos, e que também realiza trabalhos  com a artista plástica Branca de Oliveira. São coordenadores do Grupo de Pesquisa “A poética da Multiplicidade. No ano de 2010, em virtude do bicentenário da obra de Schumann, surgiu a ideia de se organizar um grande concerto comemorativo.

Em 2011  decidiu recompor as ideias do projeto básico,  mas com algumas mudanças: “não queríamos que fosse como um concerto tradicional, mas sim um evento interativo,  que pudesse ir além do palco e da execução das obras. Por isso fomos procurar o SESC, principalmente pela sua versatilidade, tanto de público quanto de disposição a receber novas propostas.”

Para tanto, realizaram viagens para a Alemanha onde foram gravadas imagens que serão projetadas dentro da sala em que acontecerá a apresentação. As imagens foram gravadas , em grande parte, na  Robert Schumann Haus, em Zwickau, local que guarda a maioria do acervo do compositor.  Uma tela  disposta  360º graus em torno de uma palco circular, exibirá não apenas as imagens já filmadas e retrabalhadas por Branca de Olivieira,  mas também imagens em tempo real da performance pianística. Enquanto Amilcar e Heloísa cuidam da parte musical do projeto, Branca de Oliveira é responsável pela projeção das imagens durante todo o concerto.

Branca conta que sua perspectiva para esse trabalho também é de criação e inovação: “As obras sempre reverberam outras obras, e a ideia era criar algo novo. Todo o material captado na Alemanha será trabalhado com outras imagens captadas por meio de outras ferramentas, como a internet. Trata-se de uma obra multimidiática interativa”

Também estará disponível, em breve, um site com todas as informações do projeto, relatando toda a trajetória, do início das ideias à execução final.

Para mais informações, clique aqui .

Local: SESC Pompeia
Data: 18/4 a 22/4. Quarta a sexta, às 21h30. Sábado e domingo, às 16h e 19h30.
Entrada gratuita

 

Texto: Silvio Augusto Jr