Quer aproveitar tudo que a ECA tem? Confira essas dicas

Com essas informações, você poderá tirar o melhor de todas as oportunidades que a Escola tem pra oferecer  

 

A Escola de Comunicações e Artes (ECA) é uma das unidades de ensino da Universidade de São Paulo (USP). São pouco mais de 50 anos de história, período de tempo em que se tornou uma referência para outras instituições de ensino superior dos campos da Comunicação, Artes e Informação. A ECA é reconhecidamente uma escola interdisciplinar, que volta-se tanto à formação profissional quanto à carreira acadêmica – caminhos possíveis para qualquer um de seus ingressantes.

Durante a sua permanência na ECA, alunos e alunas se acostumam a ouvir e falar sobre a importância de um aprendizado pautado pela liberdade de expressão e de criação artística, de uma formação ética e consciente, da interdependência necessária entre as atividades de ensino, pesquisa e cultura e extensão; das lutas pela garantia de diversidade, pluralidade, respeito e promoção dos direitos humanos.

O LAC – Laboratório Agência de Comunicação separou algumas curiosidades e dicas para os novos calouros e calouras da ECA:

 

1. Uma escola de muitos mestres

A ECA foi fundada em 1966, chamando-se inicialmente Escola de Comunicações Culturais. Em 1967, é realizado o primeiro “vestibular” da nova escola: sete cursos e 1.247 candidatos e candidatas disputando uma das 200 vagas disponíveis. Os primeiros anos ficaram marcados pela presença de figuras importantes de suas áreas do conhecimento – característica que se mantém até hoje – e que foram fundamentais para a trajetória da ECA: Paulo Emílio Sales Gomes, no Cinema; Cândido Teobaldo na área de Relações Públicas; Olivier Toni, no curso de Música; Sábato Magaldi e Jacó Guinsburg nas Artes Cênicas; Walter Zanini nas Artes Visuais; José Marques de Melo no curso de Jornalismo e Nelly de Camargo nos estudos sobre Comunicação e Educação são alguns nomes.

Também não dá para falar sobre a história da ECA sem mencionar a luta de docentes e estudantes contra a ditadura militar.

 

2. Oito departamentos para conhecer

Cada estudante que entra na ECA, dependendo do curso que escolheu, fica vinculado a um de seus oito departamentos de ensino: Artes CênicasArtes PlásticasCinema, Rádio e Televisão; Comunicações e ArtesInformação e CulturaJornalismo e EditoraçãoMúsica ou Relações Públicas, Propaganda e Turismo. Isso não significa ficar restrito somente às aulas e atividades do seu departamento. Pelo contrário: é possível participar de eventos, escolher disciplinas optativas ou participar de projetos de pesquisa e cultura e extensão em qualquer departamento da ECA.

 

Vídeo institucional da ECA traz imagens dos departamentos e diversos números sobre a Escola. Produção: Assistência de Comunicação e Relações Institucionais da ECA. 

 

3. Um grupo de pesquisa para chamar de seu

Um grupo de pesquisa é uma equipe formada por docentes, pesquisadores e estudantes que se organizam em torno de uma ou mais linhas de estudo de uma área do conhecimento com o objetivo de desenvolver pesquisa científica. É possível, inclusive, desenvolver a sua própria pesquisa, participando do Programa de Iniciação Científica. A ECA possui 61 grupos de pesquisa, entre os quais estão cinco Núcleos de Apoio à Pesquisa e três Núcleos de Apoio à Cultura e a Extensão, abertos à participação de estudantes de graduação. Para saber mais sobre esses grupos, basta entrar em contato com um de seus líderes.

 

4. Uma escola de teatro dentro da ECA

Criada em 1948 (sim, antes da própria ECA existir), a Escola de Arte Dramática (EAD) é uma das mais importantes e tradicionais escolas de formação de atores e atrizes do Brasil. Todos os anos, a EAD promove um processo seletivo para preenchimento de vinte vagas no concorrido curso técnico Formação de Atores. Ao final de cada semestre, as turmas da EAD promovem oficinas, montagens e espetáculos – públicos e gratuitos – nas salas do Teatro Laboratório da ECA e, mais recentemente, pelo Canal da EAD no Youtube.

 

5. #ECAemCASA: a ECA durante a pandemia

Desde o início da pandemia de covid-19, a USP tem atuado no sentido de combater e reduzir os males que o vírus tem trazido para o nosso país. A ECA também faz parte deste movimento, contribuindo com diferentes iniciativas relacionadas às suas áreas de conhecimento. De pesquisas relacionadas aos impactos da pandemia, passando por projetos de extensão voltados à comunidade, eventos on-line e produções artísticas em plataformas digitais, a comunidade ecana tem buscado superar adversidades da pandemia fazendo o que sabe de melhor: comunicação, cultura e arte.

 

6. #ECADigital

Para quem está chegando na ECA agora, nossa dica é acompanhar a ECA em seus canais digitais e receber informações sobre pesquisas, eventos, editais e bolsas, lançamentos e outras novidades. A ECA está no Facebook, no Twitter e no LinkedIn, além de ter um canal no Youtube.

 

Leia também:

 

Texto: Verônica Cristo

Imagem do destaque: ECA Júnior