Milton Nascimento é homenageado em videoconcerto com participação da OCAM

Tradicional concerto de fim de ano da USP reúne os principais organismos musicais da Universidade e estreia em formato de vídeo

 

Milton Nascimento, artista que ocupa lugar de destaque na história musicada do Brasil, acaba de ter sua obra reverenciada no videoconcerto de fim de ano da USP. O vídeo conta com a participação da Orquestra de Câmara da ECA (OCAM), da Orquestra Sinfônica da USP (Osusp) e do Coral da USP (Coralusp), além de solos dos cantores Vírgínia Rosa e Tiago Pinheiro. O concerto de fim de ano é um projeto que tradicionalmente reúne os principais organismos musicais da USP e estava previsto para acontecer na Sala São Paulo, mas que sai agora em formato de vídeo devido à pandemia.

A concepção é do professor e maestro Gil Jardim, da Ocam, que também assina a direção musical e arranjos para coro e orquestra, e do regente Eduardo Fernandes, do Coralusp, com realização da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária da USP. Pai Grande é o nome de uma canção que Milton Nascimento lançou há mais de 50 anos, que também faz menção à forma como seu amigo, o percussionista Naná Vasconcelos (1944/2016), carinhosamente o chamava. O vídeo traz trechos de quatro canções do cantor: Milagre dos Peixes, A Sede do Peixe, Credo e Bola de Meia, Bola de Gude.

Segundo Eduardo, são músicas que tratam de companherismo, amizade, raça, luta e esperanças de transformações sociais, temas que hoje parecem ainda mais urgentes. “Estamos vivendo um momento de pandemia, em que a solidariedade é muito importante, e a questão racial se tornou presente por conta dos assassinatos que aconteceram nos Estados Unidos e também no Brasil”, observa o regente. 

O regente critica a exclusão do artista da lista de personalidades negras da Fundação Palmares, publicada neste mês: “Um músico reconhecido no exterior, que ganhou título de Doutor Honoris Causa em música da Berklee College of Music, uma das mais prestigiosas do mundo, e que a Fundação Palmares não reconhece”. Além disso, diz Eduardo, trata-se de um artista amplamente engajado. Além de abordar em suas músicas as questões da racialização e das violências e desigualdades desencadeadas pelo racismo, Milton Nascimento é um defensor dos povos indígenas e da natureza.

Eduardo lembra ainda que em quase seis décadas de carreira Milton Nascimento fez de sua arte um manifesto estético nacional. “Além de ser uma referência, é um compositor que tem uma obra personalíssima”, analisa. E completa: “A música do Milton é muito pessoal, tem uma ligação forte com Minas Gerais, mas sem ser folclórica. É uma música urbana, que mistura jazz, rock e toada mineira”.

 

A produção do vídeo

O regente do Coralusp destaca a união dos três organismos musicais da USP – Osusp, Ocam e Coralusp – e reconhece que não foi nada fácil gravar e editar as imagens em meio ao isolamento social. “Todos gravaram vídeos de suas casas, pelo celular, cada naipe de voz, cada instrumento”, informa o regente. Do Coralusp, conta, participam 45 cantores, mas somente oito foram, individualmente, a um estúdio. O mesmo aconteceu com as orquestras: alguns músicos de cada instrumento representaram o conjunto.

O vídeo combina as imagens dos cantores e instrumentistas com paisagens da cidade mineira de Três Pontas, onde Milton Nascimento cresceu, com destaque para as matas, pessoas e crianças, em referência às canções do repertório. Gil Jardim inicia o concerto com uma das Bachianas de Villa-Lobos, que aos poucos vai dando lugar para a música de Milton Nascimento, resgatando a forte brasilidade de um grande compositor erudito em perfeito diálogo com a música popular.

“Mesmo com todas as dificuldades, estamos felizes em apresentar esse trabalho que é de um compositor brasileiro, negro, vivo e com uma mensagem tão importante”, afirma Eduardo, lembrando que a música de Milton Nascimento sempre traz força e esperança. “É como uma luz no fim do túnel, um farol.”

Pai Grande: Uma Homenagem a Milton Nascimento, teve estréia em 19 de dezembro, no canal da USP no Youtube. Confira o vídeo a seguir: